Gigante instala IoT em fábrica e tem resultados muito melhores que esperados

Da Redação

Por Da Redação

17 de julho de 2017 às 17:39 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Tyson Foods é uma das maiores empresas de alimentos do mundo e acaba de instalar uma novidade que poderá melhorar os seus resultados: internet das coisas em uma das suas fábricas de salsicha para monitorar dados. E teve resultados muito melhores que o esperado.

Só este teste conseguiu produzir cinco vezes o resultado necessário para se pagar: ou seja, gerou economias para a empresa que justificam e ainda colaboram para novos. E isso só no começo, já que o grande benefício de guardar dados é poder tomar decisões futuras.

“Há quatro anos, tínhamos zero visibilidade dos dados operacionais da planta, portanto as decisões eram feitas sem dados para apoiá-las”, disse Jonathan Reichart, engenheiro sênior responsável pela implementação do processo. A companhia teve melhorias de 0,5% na produção de salsichas, quando apenas 0,1% pagaria o investimento.

Parece pouco, mas isso é uma economia de 50 mil toneladas de salsichas. Antes, era comum que a empresa colocasse um pouco mais de carne em uma salsicha e um pouco menos em outra (o que pode causar um inferno na vida da empresa se algum regulador descobre). Com a internet das coisas conectando as máquinas, fica fácil saber onde estão ocorrendo os erros e minimizá-los. Isso se reflete em menos desperdício e uma melhor utilização dos recursos.

São mais de 2.500 dados analisados na planta que recebeu o piloto na Tyson, aumentando a eficiência da empresa, que usou o sistema PI System da OSIsoft e um conjunto de outras tecnologias. Isso permitiu que alguns processos manuais anteriores fossem automatizados, liberando funcionários para realizar tarefas de maior impacto dentro da empresa.

A gigante identificou os motivos e o tempo de inatividade no processo de embalagem de caixas e foi mudar a situação com treinamento de funcionários. Além disso, foram capazes de estabelecer parâmetros de embalagem na fábrica de salsicha, o que reduziu a doação e desperdício de produtos.

Entrando na Indústria 4.0, a Tyson se mostrou uma empresa inovadora e capaz de sobreviver às transformações que vão acontecer no mundo nas próximas décadas. Ser inovador é essencial para que uma corporação não morra em épocas de transição tecnológica. “Na instalação de salsicha de Jimmy Dean, a melhoria geral de produção após seis meses foi de 0,1 por cento, que não parece muito, mas é equivalente a mais de 50 milhões de quilogramas de salsicha. Essa produção já pagou o projeto”, terminou Reichart.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]