Desafio Roche oferece como prêmio imersão em aceleradora digital em saúde

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

14 de Maio de 2018 às 16:38 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Roche, considerada a maior empresa de biotecnologia do mundo, lançou um desafio para startups com soluções de big data focadas na área da saúde. A farmacêutica está apostando na associação com startups para inovar em big data e melhorar a experiência do cliente ao transformar dados em conhecimento.

Fundada em 1896, a Roche é maior empresa de biotecnologia do mundo e possui foco em inovação – esta já é a segunda vez que a empresa realiza um programa para startups. “Estamos em um momento de transformação. E, neste sentido, é fundamental estarmos juntos de novas empresas que podem trazer um olhar diferente do que fazemos, com agilidade, alto impacto e soluções que podem se traduzir em benefícios para a cadeia de saúde”, afirma Madalena Carneiro, que lidera a área de Partnering na Roche Farma Brasil.

A Roche escolheu focar em soluções de big data neste desafio devido ao grande potencial da tecnologia. A importância dos dados já foi provada há muito tempo, com no exemplo dos prontuários médicos (que agora são eletrônicos), e a tendência é que esta tecnologia seja cada vez mais protagonista no setor. Com o aumento no uso de smartphones e smartwatches, novos dados de saúde são criados a cada momento, e a interpretação destes pode revolucionar todo e qualquer tratamento médico.

“Desde o momento que o paciente entra no sistema de saúde, todas as informações e interações são valiosas para entendermos melhor a sua jornada e, em última instância, melhorar o fluxo do sistema e otimizar processos. Estamos procurando uma forma de gerir dados que possa conectar a jornada do paciente do início ao fim”, complementa Madalena.

Ao participar do desafio, as startups terão a oportunidade de se conectarem com executivos da Roche. Serão feitas duas avaliações durante o programa e, à medida que a startup passa de fase, maior será o contato com colaboradores da Roche. A iniciativa permite que a startup aprimore os próprios conceitos e aprenda sob a ótica da farmacêutica líder mundial em inovação. Além disso, até mesmo as startups que não forem selecionadas para participar do programa receberão o feedback de suas propostas pela companhia.

A startup vencedora poderá escolher um entre três prêmios, no qual dois são imersões. A imersão é a oportunidade da startup crescer em um novo território, conhecer outros players e adquirir maior conhecimento para o negócio. A primeira imersão é um programa de três semanas na Digital Health Accelerator da Roche Diagnóstica em Munique, no qual a startup vencedora poderá fazer networking com especialistas da corporação e investidores locais, terá aula de business coaching, entre outras interações.

A startup vencedora também poderá escolher, na cartela de opções, uma Missão para o Vale do Silício com a StartSe. Na Missão, a startup participará de visitas, palestras e eventos com empreendedores, investidores e mentores de diversas indústrias, no ecossistema mais inovador do mundo. Leia o regulamento completo e inscreva a sua startup aqui!

A terceira opção da startup vencedora é o subsídio de serviços corporativos, no qual a empresa poderá definir seu modelo de negócio e estratégia de crescimento de acordo com o seu nível de maturidade.

O primeiro desafio para startups da Roche aconteceu em 2017. Agora, na segunda edição, a Roche deseja continuar fomentando o ecossistema brasileiro de startups, ao mesmo tempo que fortalece a análise de dados na saúde, colaborando com a saúde no mundo inteiro. Veja a live que acontecerá hoje, às 19h, no Facebook da StartSe para saber mais sobre esta edição do Desafio Roche para startups!

Cursos Online Startse para você iniciar: