Companhias aéreas podem economizar até US$ 30 bilhões ao eliminar pilotos

Da Redação

Por Da Redação

19 de setembro de 2017 às 14:07 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Um conhecimento comum no mercado financeiro é que as companhias aéreas formam o setor mais difícil de investir em. São empresas com grandes despesas de capital, margens baixas, barreira de entrada pequena e muito suscetíveis às variações de preço no petróleo. Mas e se a indústria economizasse, em uma tacada só, US$ 30 bilhões? Não seria mais atraente?

É o que acredita o banco suíço UBS, que vê essa economia com a adoção da aviação autônoma, que eliminaria a necessidade de pilotos na cabine – reduzindo os custos de salários e treinamento das companhias aéreas. E como a grande maioria dos acidentes são causados por falhas humanas (como o trágico acidente que vitimou o time da Chapecoense ano passado), as companhias aéreas se beneficiariam de seguros mais baratos também.

De acordo com o UBS, essa mudança deve ser implementada gradualmente até 2030. Até lá, as companhias aéreas deverão reduzir de dois pilotos na cabine, como é feito hoje, para apenas um (coisa que é comum em algumas naves menores). Serão US$ 26 bilhões em economias de salários, US$ 3 bilhões de seguros mais baixos e US$ 1 bilhão de “outras melhorias”.

Embora, essa é uma tendência que já estamos vendo. 30 anos atrás, a equipe de voo era composta de quatro pessoas: dois pilotos, um engenheiro de voo e um navegador. Isso foi reduzido justamente com a tecnologia, ajudando as empresas a economizarem milhões e reduzirem, ainda mais, os preços de passagens aéreas.

A tecnologia é o principal fator para que empresas, grandes ou pequenas, consigam economizar muito dinheiro em custos. Ajudamos empresas a desenvolverem novas tecnologias e a inovar através do Corporate Class, um evento exclusivo em São Paulo para executivos que estão interessados em trazer a mentalidade do Vale do Silício para suas empresas no Brasil. Confira!

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]