Carro autônomo da Apple se envolve em acidente na Califórnia

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

3 de setembro de 2018 às 11:46 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Um veículo autônomo da Apple bateu em um carro enquanto circulava em uma via expressa perto da sede da empresa no Vale do Silício neste mês, informou a companhia em um relatório divulgado na sexta-feira – confirmando que a empresa está na corrida para construir veículos autônomos.

Executivos da Apple nunca falaram publicamente sobre o programa de carros autônomos, mas documentos apresentados em um processo no tribunal criminal no mês passado confirmaram que a empresa tem pelo menos 5 mil funcionários trabalhando no projeto.

De acordo com o relatório publicado no site do Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV), no dia 24 de agosto um dos veículos de teste autônomos Lexus RX 450h da Apple estava na  via expressa Lawrence em Sunnyvale, a 1 milha por hora quando foi acertado por um Nissan Leaf 2016, que estava a cerca de 15 milhas por hora. O acidente aconteceu por volta das 3 da tarde, quando o veículo da Apple diminuiu a velocidade para mudar de faixa.

Os dois carros sofreram danos mas não houve feridos. Para evitar outros acidentes, a companhia apresentou um plano de segurança em que um motorista deve assumir o controle dos veículos nos próximos testes autônomos da Apple. Um porta-voz da companhia confirmou que a empresa apresentou o relatório, mas não fez mais comentários.

Na corrida 

Não só a Apple tem trabalhado em carros autônomos, mas concorrente como Waymo, da Alphabet, e montadoras tradicionais como a Cruise e a General Motors também estão na corrida. Um dos primeiros indícios de que a companhia da maçã estaria trabalhando nos veículos foi no final de 2016, quando a empresa escreveu uma carta aos reguladores de transporte dos Estados Unidos solicitando que não restringissem o teste dos carros.

No ano passado, a Apple garantiu uma licença para testar os veículos na Califórnia. Além disso, pesquisadores da companhia também publicaram sua primeira pesquisa pública sobre carros, com um sistema de software que poderia ajudar a localizar os pedestres mais prontamente. Em maio de 2018, o DMV já tinha 55 carros autônomos registrados pela empresa. 

Porém, o acidente da companhia não foi o primeiro. Em março deste ano, no Arizona, um carro autônomo da Uber atingiu e matou uma mulher – levando a empresa a encerrar seus testes por tempo indeterminado. A DMV da Califórnia informou que já recebeu 95 relatórios de colisões de veículos autônomos.