BMW diminui preço de seu “Netflix para carros” para competir com Mercedes

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

6 de agosto de 2018 às 15:14 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O serviço de assinatura de carros da BMW se tornou mais de US$ 1 mil mais barato, com a montadora de luxo disposta a competir com a Mercedes-Benz. O Access by BMW, lançado em Nashville, Tennessee e Filadélfia no início deste ano, funciona como um Netflix para carros – os motoristas pagam um valor mensal para usar alguns dos modelos disponíveis quando quiser. 

Os usuários podem acessar o plano por meio de um aplicativo, com custos de manutenção, seguro e assistência rodoviária inclusos. Um motorista fica responsável pela retirada do modelo anterior e entrega o novo carro abastecido e equipado de acordo com as preferências do cliente.

O programa conta com três categorias, incluindo uma assinatura de US$ 1.099 por mês, chamada Icon. Neste plano, os assinantes podem experimentar, ao longo de um mês, os modelos 330i, 330e iPerformance, X3, X2, M240i Conversível e i3. A categoria custa US$ 4 a mais que o plano mais barato do programa da Mercedes-Benz – que inclui o C300 sedã, Coupé e conversível, GLC300 e GLC300 Coupé, Crossover e SUVs, SLC300 roadster e Mercedes-AMG CLA45 sedã de alto desempenho.  

O segundo nível, o Legend, agora custa US$ 1.399 por mês, US$ 701 a menos do que inicialmente. Ele dá acesso à modelos como BMW Série 4 Coupé, X5 e o M2. O mais caro, “M”, agora custa US$ 2.699 – um corte de US$ 1.001 em relação ao preço anterior, e dá acesso aos modelos mais caros da montadora, como os esportivos M5 e o M6 conversível, além das SUVs X5, X5 Me X6 M. Além da Mercedes-Benz, outras concorrentes também oferecem programas parecidos, como o da Cadillac, o Book By Cadillac, e da Porsche, o Porsche Passport.

A BMW quer deixar de ser uma montadora para se tornar referência em mobilidade, oferecendo serviços e inovando com a tecnologia. Quer saber mais sobre como outras empresas do setor estão se transformando? Participe do Mobility Day!

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store