O big data pode mudar o setor imobiliário com essas 4 informações

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

3 de julho de 2018 às 11:46 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Encontrar o imóvel perfeito que atenda todas as condições de custo, benefício e localização é uma tarefa difícil, principalmente sem um prévio conhecimento da região de busca. Como saber se o preço do imóvel está de acordo com o local e se não haverá mudanças que o desvalorizem no futuro? O big data responde a essas perguntas ao analisar dados, trazendo mais inteligência aos corretores e, consequentemente, aos compradores de imóveis.

O big data tem o poder de reunir informações sobre a vizinhança, sites de compra e venda e até os índices de criminalidade de uma região, trazendo uma análise completa para as assessorias imobiliárias, que podem utilizar as informações para trazer mais transparência e um serviço ainda melhor aos seus clientes.

Qualidade de vida

A qualidade de vida é obviamente um dos fatores mais decisivos na compra e aluguel (ou não) de um imóvel e, no entanto, é pouco acessível. A incidência de crimes, poluição do ar, proximidade com transporte público e até o nível de barulho são fatores difíceis de prever até que o usuário vivencie – e aí pode ser tarde demais. O big data muda esse cenário ao reunir informações de sites de polícia, por exemplo, e comparar com outras áreas, permitindo uma comparação mais efetiva e importantíssima na tomada de decisões.

Valor de mercado

São muitos os fatores que influenciam o valor de imóveis, desde fatores internos como sua condição, tamanho e usabilidade até a região escolhida. O big data possibilita que as assessorias, corretores imobiliários e os compradores tenham uma noção maior de preços ao comparar diversos sites de compra e venda, trazendo informações assertivas sobre preços de imóveis em cada região.

Histórico da propriedade

O big data possibilita que o histórico de compra e venda da propriedade seja estabelecido ao cruzar informações de várias imobiliárias, por exemplo. Os dados podem ser reunidos a partir de registros públicos e informações de players do mercado.

Tendências

Qual será a próxima região a ser valorizada? Essa é a pergunta de um milhão de dólares que o big data pode auxiliar na resposta, analisando quais regiões há mais compras e venda de imóveis e comparando com o contexto atual. A análise do big data auxilia na inteligência para as assessorias imobiliárias e corretores, facilitando processos.

Colabore com o setor imobiliário

Buscando soluções em big data e outras tecnologias, o Grupo Engebanc está realizando seu primeiro programa de conexão com startups – o Engebanc Inova. A assessoria imobiliária está contando com a soluções de startups para continuar inovando e melhorando a experiência de clientes.

As startups selecionadas que participarem do programa terão a oportunidade de expandir seus negócios junto ao Grupo Engebanc, que busca com mais de 25 anos de experiência. As empresas poderão fazer uma imersão em cada um dos desafios junto à área responsável da assessoria, testando suas soluções. As empresas que tiverem mais sinergia com a companhia poderão se tornar suas parceiras ou fornecedoras.

As inscrições para participar do Engebanc Inova já estão abertas! O programa é uma realização da Engebanc em parceria com a consultoria de inovação Innoscience e apoio da StartSe. Leia o regulamento e inscreva-se aqui.

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store