Apocalipse do varejo? Esqueceram de avisar o Walmart

Avatar

Por Lucas Bicudo

17 de novembro de 2017 às 13:46 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Alguns estão chamando as mudanças pelas quais o setor de varejo está passando de apocalipse. Aparentemente, esqueceram de avisar o Walmart. A varejista está melhor do que nunca e esmagou as estimativas de Wall Street no relatório de ganhos do último trimestre: registrou seu melhor crescimento de vendas em mais de oito anos. Sua receita teve um aumento de 50% em relação ao ano passado, graças aos intensivos esforços em escalar a plataforma de e-commerce da companhia, com a compra e parceria com diversas startups.

O varejista ganhou um ajuste de US$ 1 por ação, superando os US$ 0,98 projetados por Wall Street. A receita chegou a US$ 123,1 bilhões, ultrapassando os US$ 121 bilhões esperados. As vendas de lojas comparáveis nos Estados Unidos subiram 2,7% em relação ao ano anterior, obtendo o 13º trimestre consecutivo de resultados positivos.

Confira também: a StartSe está promovendo o RetailTech Conference, para discutir como as startups estão transformando o varejo e o e-commerce no Brasil e no mundo. É um evento de troca, onde os palestrantes compartilham suas experiências e os participantes interagem o tempo todo.

Além do desempenho ter sido notável em números, a confiança entre a empresa e seus investidores vem sendo construída consistentemente. Isso pode ser visto em um índice que mede quantas pessoas estão shorteando a ação da empresa. A quantidade de ações shorteadas caíram em 9 milhões, ou 18%, no mês que antecedeu o lançamento trimestral, de acordo com dados compilados pela empresa de análise financeira S3 Partners.

Isso implica que os traders não estavam particularmente preocupados com o posicionamento contra uma queda potencial nas ações do Walmart – uma visão sábia.

Ainda assim, seria imprudente tanto para esses caras, quanto para a empresa ficar muito confortável com as condições atuais. A Amazon mostrou repetidamente que é capaz de ganhar ou perder bilhões de dólares de valor de mercado com uma única ação. E enquanto o Walmart parece ileso, não há como dizer o tipo de truques que a Amazon tem na manga.

Fato é que o Walmart e seus acionistas podem encontrar conforto no fato de terem evitado o apocalipse varejista.

(via Business Insider)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]