4 startups que ajudam a reduzir riscos operacionais da sua empresa

Basicamente, alinharem o discurso ao proposto pela Nova Economia. Esse movimento está revolucionando a cultura de gestão corporativa

0
shares

Em momento de leve retomada da economia brasileira, é um desafio para executivos lidarem com questões estruturais e de gestão, a fim alavancar o crescimento do negócio para o próximo ano. A tecnologia possui papel fundamental nesse processo.

Para mitigar riscos que coloquem em xeque o avanço dos negócios, é preciso que esses gestores se atenham a alguns detalhes, sejam eles de ordem virtual, como ataques cibernéticos, como também de natureza jurídica, como eventuais processos ou ilegalidades que vão contra as boas práticas de governança corporativa.

Basicamente, alinharem o discurso ao proposto pela Nova Economia. Esse movimento está revolucionando a cultura de gestão corporativa. A tecnologia tem desafiado modelos de negócios estabelecidos. As boas práticas de gestão e governança são importantes, mas não aceleram mudanças disruptivas. Existe um novo ecossistema de inovação que quer tomar o mercado dos incumbentes. Como juntar forças e se beneficiar dessa conexão, visando tanto a inovação radical, quanto a inovação incremental? Essas questões serão discutidas no Corporate Startup Innovation. Não perca a oportunidade de conhecer o evento que a StartSe está promovendo sobre inovação corporativa via startups

Listamos abaixo quatro tecnologias podem auxiliar nesse processo. Confira:

Certificação de parceiros

Na esteira de diversos escândalos de corrupção que atingiram a imagem de grandes e tradicionais empresas brasileiras, acendeu-se o sinal para que os gestores busquem conhecer melhor seus parceiros, de modo a evitar problemas legais. Por meio da tecnologia, já é possível fazer essa certificação. A Nimbi, startup especializada na gestão da cadeia de suprimento, por meio de uma parceria com a Serasa Experian, desenvolveu uma solução que avalia, valida e homologa as empresas parceiras do seu negócio de modo a evitar irregularidades. "A garantia de que o fornecedor está alinhado com as políticas das empresa acaba gerando uma proximidade que impacta diretamente em preços negociados, prazos acordados e qualidade dos produtos e serviços entregues", afirma Carolina Cabral, sócia-diretora da Nimbi.

Prevenção de ataques cibernéticos

Os ataques cibernéticos provocados por hackers são uma realidade e uma ameaça constante para as empresas. Esse cenário mostra a importância da criação de uma consciência geral de Resiliência Digital, um conceito que se refere à adaptação das instituições a essas novas situações adversas. "Dessa forma, as corporações  devem assumir o fato de que estão continuamente suscetíveis a ataques e, consequentemente, precisam se encorajar a enfrentar os riscos para sobreviver às ameaças e reduzir prejuízos", afirma Bruno Prado, CEO da UPX Technologies, startup especializada em infraestrutura e segurança de Internet. Os empreendimentos devem adotar medidas simples, porém eficazes, como a instalação e atualização de sistemas operacionais originais e de um bom antivírus, além de trocas frequentes de senhas, de acordo com o especialista.

Inteligência Artificial para questões jurídicas

Soluções de Big Data e Inteligência Artificial podem ser usadas por empresas para resolver e antecipar possíveis pendências jurídicas. Por meio dessas tecnologias, é possível fazer análise de processos, do comportamento de juízes, de tribunais e de advogados, melhorando a percepção de como proceder em determinadas situações. Em alguns casos, é possível utilizar técnicas de inteligência artificial para saber a probabilidade de um processo ter ganho de causa para o requerente ou para o requerido. Foi com essa premissa que a Semantix, empresa especializada em Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Análise de dados, criou uma solução que usa ferramentas de Machine Learning e IA para analisar dados vindos de processos jurídicos e prever resultados, riscos e identificar jurisprudências e futuros gastos com ações em andamento.

Proteção contra fraudes

O número de fraudes virtuais no Brasil cresce consideravelmente ano após ano. Em 2016, 42 milhões de brasileiros foram vítimas de crimes online, 10% a mais do que 2015. De acordo com a Norton, provedora global de soluções de segurança cibernética, o prejuízo total da prática para o país foi de US$ 10,3 bilhões. Por esse motivo, as empresas devem cada vez mais ficar atentas e buscar soluções de prevenção. "Essas soluções auxiliam as companhias na prevenção de golpes por reunir e solicitar dados variados e pessoais que o fraudador não tem sobre a vítima", afirma Gabriel Teixeira, sócio-fundador da Unitfour, especializada em fornecimento de dados. A Unitfour criou o CheckApp. A solução funciona em formato de quiz, apresentando questões alternativas sobre dados cadastrais do consumidor e analisando a probabilidade de golpes. Todas as informações são extraídas após o comprador informar o CPF.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários