145 empresas e 200 presentes: Corporate do StartSe movimenta o ecossistema

Avatar

Por Lucas Bicudo

6 de outubro de 2017 às 22:27 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Aconteceu nesta sexta-feira (06), no Clube Hebraica São Paulo, o Silicon Valley StartSe Corporate, evento focado em trazer toda a metodologia do Vale do Silício para executivos interessados na adoção de modelos de Corporate Venture e de conexão com startups em suas empresas.

Foi um dia repleto de palestras sobre empreendedorismo, compartilhamento, conexões, vendas, customer experience, resiliência e, sobretudo, inovação. Nova Economia. Era exponencial, para líderes de empresas referência em seus segmentos de atuação.

Em proporção: 145 empresas e mais de 200 presentes, que tiveram a oportunidade de assistir um time de craques composto por Felipe Leal, Head de Corporate do StartSe; Pedro Englert, Cristiano Kruel e Maurício Benvenutti, todos sócios do StartSe; Vinicius David, Diretor de Produtos da HP; Aron Placencia, co-fundador da Predictable University; Michelle Messina, autora do livro Decoding Silicon Valley; Daniela Arruda, uma das sócias da Babel Ventures; Jackie Hyland, Diretora do Silicon Valley Bank; e Daniel Chao, CEO da Halo Neuroscience.

Confira as participantes:

“Estou focada na conexão da Multiplus com startups. Se aproximar das startups tem sido enriquecedor e queremos ajudar no fomento desse ecossistema. A StartSe foi a porta de entrada mais consistente, que através do Screening nos ajudou a montar o programa.  Houve grande interesse interno aqui na empresa, todo mundo interagiu. É só o começo de algo que sabemos que vai se tornar muito maior”, comenta Bárbara Ramos, Analista Sênior de Novos Negócios da Multiplus.

A Multiplus, que já conta com startups como FitFly e Brused em seu portfólio, está constantemente em busca de novas parcerias em áreas ainda não exploradas pelo setor de fidelidade. O objetivo da companhia é diversificar seus negócios com startups.

Bruno Stefani, Comunity Manager da Ambev, também deu seu depoimento:

“Queria dar parabéns ao StartSe pelo evento. Uma inciativa incrível, que mostra bastante do que acontece no Brasil e no Vale do Silício, cases de sucesso. Cada vez mais é importante para as grandes empresas essa conexão com startups, essa relação com novas tecnologias, mindset, modelos de negócio. Na Ambev temos o Hack the World, que procuramos soluções de negócios e insights de consumo. Com a StartSe, participamos do Breaking the Walls. Em uma tarde, conseguimos achar algumas startups que estavam resolvendo problemas que tínhamos na companhia, com uma tecnologia melhor e mais barata. Foi muito prático e rápido. O radar, o Screening que a StartSe faz ajuda muito a empresa achar um modelo melhor de forma muito prática”.

Um exemplo de iniciativa: a Ambev contava com um processo muito custoso e demorado para fazer coleta de dados das máquinas, o tagueamento e identificação dos itens necessários. A empresa identificou que as soluções de integradoras de automação e coleta de dados tradicionais são caras e demoradas, mas que startups podem fazer o trabalho de maneira melhor – criando uma solução capaz de capturar os dados das máquinas de forma contextualizada (isto é, identificada) através da conexão com diferentes PLCs (Controlador Lógico Programável). Para isso, foi atrás de startups capazes de criar soluções, apresentar para a companhia e possivelmente implantar um piloto.

Por sua vez, Wellington Moraes, responsável pela área de inovação do Banco Cetelem na América Latina, discursa: “Começamos esse relacionamento com a StartSe com um MVP. Rodamos o Screening, participamos das primeiras rodadas do Breaking the Walls. Entendemos que esse movimento de grandes empresas e startups é necessário para os dois lados. Conseguimos abrir mercado, prover experimentação para a startup e ganhamos um time to market incrível, além de estar por dentro com o que está acontecendo no mercado. Toda startup existe para solucionar um problema. Nosso foco principal no Cetelem é achar soluções para os nossos problemas”. O banco participou de rodadas de Marketing e Vendas, PMO e Logística e TI e Compras, por exemplo.

Você não conhece nossas iniciativas Corporate?

Comecemos pelo manifesto:

“Se manter competitivo nunca foi tão complexo!

Como você descreve o seu mercado daqui a 5 anos? É um ritmo frenético de mudanças e surpresas. Bons negócios, e empresas de sucesso, nunca estiveram tão ameaçados por tendências furtivas e por novos micro-players. Parece que os maiores concorrentes do próximo ano estão nascendo apenas neste ano.

As boas práticas de gestão e governança são importantes, mas não aceleram mudanças disruptivas!

Ciclos de planejamento estratégico, consultorias especializadas, novos times de alto impacto, desenvolvimento de novos produtos e modelos de negócios, investimentos em pesquisas e tecnologias são cada vez mais necessários. Mas talvez, infelizmente, insuficientes. As empresas estão sendo pressionadas a observar as tendências com outros olhos, prever com mais rapidez, planejar em ciclos curtos e executar com agilidade.

Existe um novo ecossistema de inovação que quer tomar o mercado dos incumbentes!

Por mais que as empresas tentem, elas não conseguem competir com a nova dinâmica de criação de novos negócios que está acontecendo no mercado. Imagine! São milhões de pessoas lá fora – jovens e idosos, pobres e ricos, estudantes e autodidatas, PhDs, executivos, profissionais de todas as áreas, pequenos investidores e grandes fundos de capital de risco – todos pesquisando tecnologias e mercados, interagindo com e como clientes, criando protótipos, tentando, testando e aprendendo rápido. Todos querendo criar rupturas no mercado que as empresas estabelecidas tanto conhecem e dominam. E nunca foi tão fácil e barato tentar criar um novo negócio de grande impacto e escalável.

Faça parte da Startup Economy!

Este novo ecossistema está criando novos produtos e modelos de negócios disruptivos, mas também desenvolvendo novas práticas e métodos de gestão para acelerar a inovação. Esta Nova Economia é ao mesmo tempo a maior ameaça e a maior oportunidade que já surgiu.”.

As startups se beneficiam com capital, rede de relacionamento, experiência operacional e acesso a mercados; enquanto as grandes empresas possuem acesso a investimento de alto retorno, futuras aquisições, movimentos estratégicos e adoção acelerada de tecnologias. A atividade de Corporate Venture movimentou US$ 13,3 bilhões, em 768 negócios, nesse primeiro semestre de 2017. Há dúvidas de que essa é uma imensa oportunidade?

O StartSe capitaliza ela através de algumas iniciativas, divididas em três pilares:

Informe-se e aprenda – Para isso, promovemos o Corporate Class, um evento que discute como sua empresa pode inovar a partir das startups; e o Corporate Class in Company, um workshop interno para companhias interessadas em aprender mais sobre a metodologia do Vale do Silício.

Conecte-se ao ecossistema brasileiro – Através do Breaking the Walls, iniciativa que aproxima startups e grandes empresas em ciclos de apresentações; e o Screening, em que o StartSe firma parceria com corporações para a busca e curadoria de startups capazes de se tornarem fornecedoras ou parceiras.

Conecte-se ao ecossistema internacional – com o Spot, onde entendemos toda a estratégia desejada por determinada empresa, usamos da estrutura do StartSe no Vale do Silício e fornecemos relatórios com o que há de mais novo no escopo demandado; e as Missões Corporate, com grupos de executivos interessados em aprender como as grandes empresas mundiais se relacionam com as startups e inovação do Vale.

Se você é de uma corporação e quer saber mais sobre nossas iniciativas Corporate, é só entrar em contato pelo e-mail leal@startse.com.br.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]