Contratação de engenheiro da Tesla pela Apple reforça rumor de construção de carros autônomos

Avatar

Por Isabella Câmara

10 de agosto de 2018 às 13:21 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Após passar cinco anos trabalhando na Tesla, o ex-vice presidente de engenharia de hardware da Apple, Doug Field, retornou para Cupertino – mas agora, aparentemente, o profissional vai trabalhar no Projeto Titan, uma iniciativa da Apple voltada para carros autônomos

Apesar da companhia ter reconhecido oficialmente a recontratação de Field, foi uma fonte não identificada de dentro da companhia que confirmou o envolvimento do engenheiro no Projeto Titan. De acordo com o relatório, Doug Field estaria trabalhando ao lado de Bob Mansfield, o vice-presidente sênior de engenharia de hardware que se aposentou em 2012, mas que ainda permanece envolvido em projetos especiais da empresa, incluindo o Titan.

O projeto de carros autônomos, que tem sido algo que a empresa tenta manter em sigilo há anos, causou uma certa discordância dentro da própria Apple. Segundo os relatórios, a companhia mudou de ideia várias vezes em relação ao avanço ou não do projeto – a empresa queria desenvolver um veículo inteiro, mas decidiu se concentrar, por enquanto, apenas em sistemas autônomos específicos. Com a contratação de Field, agora ex-funcionário de uma montadora, a empresa parece estar mudando de ideia mais uma vez. 

O retorno do engenheiro à Apple acontece em meio a turbulência envolvendo funcionários tanto da Tesla quanto da empresa fundada por Steve Jobs. Ambas as empresas contrataram e demitiram inúmeros especialistas em automóveis nos últimos anos – a Apple supostamente demitiu centenas de pessoas nos últimos dois anos, e a Tesla desligou alguns funcionários durante o conturbado lançamento do seu último modelo.

De Tesla para Apple: a relação da empresa com carros autônomos

Durante os cinco anos anteriores que passou trabalhando na Apple, Field liderou o desenvolvimento de hardware para o redesenho do iMac, MacBook Air e MacBook Pro. Depois de encabeçar esses projetos, o engenheiro deixou a Apple para comandar a produção do Model 3, da Tesla. Em uma declaração anunciando sua contratação na montadora, Field disse que começou sua carreira “com o objetivo de criar carros incríveis” e que, finalmente, tinha encontrado uma oportunidade de construir “os melhores carros do mundo”. Mas, após sua estadia de mais de quatro anos na Tesla, Field decidiu retornar à empresa de que havia se desligado em outubro de 2013.

Apesar da Apple não ter dado nenhuma declaração oficial, parece que agora Field pode continuar trabalhando no sonho de construir os melhores carros do mundo junto com o seu antigo colaborador. Sem explicação, a companhia solicitou à DMV, uma espécie de Detran da Califórnia, permissão para operar uma coleção de pelo menos 66 veículos autônomos com o seu sistema. De acordo com o documento, alguns dos carros são SUVs Lexus RX, equipadas com painéis de sensores externos. 

Mesmo com o registro de patentes veiculares, ainda não está claro se uma das ambições da Apple continua sendo a criação de um carro autônomo completo. Há um ano, a própria empresa revelou um serviço de transporte autônomo chamado PAIL (Palo Alto para Infinite Loop), utilizando a tecnologia para transportar funcionários entre os seus campus.

Além disso, outro indício revela o interesse da Apple nos carros autônomos: a prisão de um ex-funcionário da empresa. Supostamente, ele teria roubado informações confidenciais e copiado documentos relacionados ao Projeto Titan de servidores secretos com a intenção de levá-los para a XMotors, uma empresa chinesa focada em carros elétricos e autônomos investida pela Alibaba, Foxconn e IDG Capital.

Mas parece que o projeto também não é tão secreto assim – de acordo com documentos judiciais, cerca de 5 mil pessoas já tiveram acesso ao banco de dados do Titan, um número alto considerando que o projeto é mantido em sigilo pela empresa. Por enquanto, esses são os únicos elementos públicos que constatam os contínuos esforços da empresa no setor automotivo.

O setor de mobilidade é tão promissor que até a Apple quer fazer parte dele. Quer saber mais e ficar conectado com essas e outras disrupções da área? Participe do Mobility Day, em São Paulo!

*Foto: Carro da Apple imaginado por Aristomenis Tsirbas, vencedor do concurso Apple Car Concept da Freelancer.com em 2015. 

(Via: Venture Beat)