Como vender pela internet na quarentena: 7 dicas essenciais

João Gobira

Por João Gobira

1 de junho de 2020 às 15:48 - Atualizado há 4 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Mesmo em um momento conturbado da economia, os resultados da sua empresa podem melhorar significativamente.

Saber como vender pela internet é um diferencial competitivo há tempos, já que o mundo caminha rumo à conectividade e à tecnologia, e quando se trata de uma quarentena, essa importância se torna muito maior.

As medidas de distanciamento variam de acordo com cada região do país, mas é inegável que o movimento está diferente. Mesmo com porcentagens de isolamento que estão aquém da esperada por especialistas e governantes, o número de pessoas nas ruas é bem menor do que há alguns meses.

O Google criou uma iniciativa interessante recentemente, chamada de “COVID-19: Relatórios de mobilidade da comunidade”, em que é possível saber como estão sendo as mudanças em relação ao deslocamento das pessoas em decorrência da pandemia do novo Coronavírus.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet

São criados relatórios periódicos que mostram as mudanças na mobilidade em relação a uma linha de base, esta equivalente à mediana para o correspondente dia da semana durante um período de cinco semanas, entre 3 de janeiro e 6 de fevereiro de 2020.

Tais mudanças são calculadas usando o mesmo tipo de dados agregados e anônimos coletados para mostrar os horários mais populares dos estabelecimentos no Google Maps, ou seja, as fontes já eram usadas anteriormente, o que comprova sua credibilidade.

No relatório de 21 de maio de 2020, a mudança na mobilidade em território brasileiro, de acordo com a linha de base, foi a seguinte, acompanhada de alguns locais que se enquadram em cada categoria:

 

  • Varejo e recreação: -51%. Restaurantes, cafés, shopping centers, parques temáticos, museus, bibliotecas e cinemas.

 

 

  • Mercearia e farmácia: -7%. Supermercados, armazéns de alimentos, mercados de agricultores, lojas de alimentos especializados, drogarias e farmácias.

 

 

  • Parques: -43%. Parques nacionais, praias públicas, marinas, parques para pets, praças e jardins públicos.

 

 

  • Estações de trânsito: -49%. Locais de transporte público, como terminais de ônibus e estações de trem e metrô.

 

 

  • Locais de trabalho: -31%. Locais para trabalho em geral, como escritórios.

 

 

  • Residências: +17%. Casas, apartamentos e outros locais residenciais.

 

Fica evidente que houve uma grande redução na movimentação de pessoas, o que pode, em um primeiro momento, se transformar em uma preocupação para quem trabalha com comércio. Porém, ao mesmo tempo, isso também se mostra como uma luz no fim do túnel.

Ao fazer as vendas na quarentena pela internet, é possível driblar essa menor movimentação do público e, de quebra, passar a oferecer uma modalidade que só tende a crescer com o passar do tempo, inclusive depois que a pandemia passar e a vida voltar ao normal.

Como já mostramos por aqui, 70% dos brasileiros pretendem continuar comprando online após a quarentena. Isso também se deve, porém, à satisfação nas experiências durante este período, que foi de 78%, ou seja, é preciso saber como fazer para poder atender as expectativas do público.

Se você deseja entrar neste universo digital para as vendas, continue conosco e confira algumas dicas imperdíveis para tornar seus planos em realidade e aumentar as chances de obter excelentes resultados.

Como vender pela internet? 7 dicas essenciais

treine a sua equipe para implementar um inside sales

Saber como aumentar suas vendas e tomar decisões na crise é fundamental, e quando se tem o conhecimento certo, a prática será apenas questão de tempo e de planejamento!

1 – Busque saber o que vender na quarentena…

Saber como vender pela internet é um conhecimento valioso, mas aí surge uma dúvida importante: de que forma saber o que vender para obter os melhores resultados?

como implementar inside sales no seu negócio

Uma maneira prática é observar o que acontece em nossa sociedade, inclusive em seus novos padrões de compra. Itens de supermercado, por exemplo, tiveram um aumento considerável na procura, já que muitas pessoas estão evitando ao máximo sair de casa, mas suas despensas e geladeiras ainda precisam ser abastecidas.

Se você prefere algo mais fundamentado em dados, então pode recorrer a uma ferramenta bastante interessante: o Google Trends. Como o nome diz, ele mostra as tendências de busca ao redor de todo o mundo, além de te permitir pesquisar o que quiser para entender como anda o volume de buscas desses termos.

Ao fazer uma pesquisa, caso haja dados sobre aquele termo, a ferramenta plota um gráfico de popularidade. Quando o número está em 100%, significa que aquele foi o pico das pesquisas, sendo que o restante do gráfico mostra a popularidade quando comparada ao momento em que o termo foi mais pesquisado.

Ao procurar por “mercado online”, por exemplo, com intervalo de 1 ano, percebemos que o pico das pesquisas ocorreu de 22 a 28 de março de 2020 e que, a partir de então, o número de buscas sempre foi maior do que ocorreu entre 2 de junho de 2019 e 14 de março de 2020, ou seja, aqui há uma forte tendência.

Há várias outras opções de personalização na ferramenta, como geolocalização das buscas, período de coleta dos dados, categorias e local de pesquisa, como na Web, notícias, Google Shopping ou YouTube. Ela também traz consultas e assuntos relacionados para ajudá-lo a entender melhor as intenções de busca.

Com uma fonte tão relevante (e gratuita) de dados, saber quais são os melhores produtos para vender na internet pode estar, literalmente, a apenas alguns cliques ou toques na tela de distância.

Confira também: 17 serviços do Google incrivelmente úteis que você não sabia que existiam

2 – …E saiba que há espaço para todos

É importante lembrar, porém, que ferramentas como o Google Trends não devem ser o critério definitivo para escolher o que vender na internet, mas sim servir como um norte, já que espaço para todos – literalmente.

concorrência para todos

Se nós te pedíssemos para pensar em alguns produtos que acredita estarem sendo vendidos durante a quarentena, pode ser que pensasse em itens de higiene pessoal, artigos de academia e cadeiras de escritório para a tendência do home office, correto?

E se nós adicionássemos os carros de luxo a este grupo? Mesmo que não pareça um item com tanta procura neste momento (e provavelmente não é em números consolidados), a BMW passou a vender carros pelo Instagram e Mercado Livre devido à quarentena.

Não estamos dizendo que você deve abrir agora uma loja online de carros de luxo, mas sim mostrar que os processos de como vender pela internet se aplicam a todos os setores, de floriculturas a materiais de construção. Mesmo que atue em um nicho específico, a rede mundial será de grande valia para o seu sucesso.

3 – Aprenda a vender pela internet para agir da maneira certa

É muito difícil (quase impossível, diríamos) ser bem-sucedido em algo se você não souber o que está fazendo. É como correr no escuro: se não enxergar o que está ao seu redor, é bem provável que você tropece, caia ou colida no meio do caminho.

Gestão Flywheel

Portanto, é essencial saber como vender na internet, e este é o momento de ampliar seus conhecimentos sobre o tema para conseguir obter resultados muito mais satisfatórios do que tantas pessoas que ainda estão correndo no escuro e, assim, com seus resultados super limitados.

Aprender a vender pela internet não passa apenas por criar uma loja virtual, mas sim por digitalizar todo o negócio, otimizar as estratégias, ser relevante nos buscadores e nas redes sociais, criar anúncios e textos que chamam a atenção e aproveitar bem as oportunidades disponíveis.

Esse aprendizado sobre como vender pela internet pode demandar um investimento financeiro, de fato, mas também aumenta exponencialmente as chances de obter ótimos resultados e, com isso, recuperar todo o valor investido e muito mais, além de desbancar a concorrência.

4 – Considere a forma mais viável de fazer suas vendas online na quarentena

A transformação digital está ao nosso redor. O relatório “State of the CIO – Winter 2018” estimou que 40% de todas as despesas com tecnologia em 2019 seriam voltadas à transformação digital, o que mostra como o assunto está sendo realmente levado a sério em todo o mundo.

Tecnologia de desempenho (1978)

De acordo com a Grand View Research, o mercado global de transformação digital foi avaliado em US$ 284,38 bilhões em 2019 e é esperado a atingir uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 22,5% entre 2020 e 2027, o que faria o valor chegar a US$ 1,442 trilhão no último ano citado.

Responsável por movimentar mais de US$ 779 milhões por dia em 2019, valor estimado a superar US$ 3,950 bilhões por dia em 2027, essa é uma tendência fortíssima em todo o mundo, e os números só reforçam o que vemos no dia a dia, em que a conectividade e a presença digital são indispensáveis.

Tendo isto posto, você tem várias plataformas e alternativas à sua disposição, como Facebook, Instagram, site próprio e WhatsApp Business. Estude as possibilidades e veja qual é a mais viável – o importante é começar!

Confira também: Da transformação digital ao R$ 1 bilhão de lucro: a trajetória do Magazine Luiza

5 – Invista em marketing digital para obter bons resultados

Pegando o gancho do que falamos acima, estar presente no universo virtual é super importante, mas não suficiente. Criar um site sem planejar bem todas as suas etapas é como abrir uma loja física, mas não cuidar do acabamento, da manutenção e da divulgação: seu futuro tende a estar fadado ao fracasso, infelizmente.

É aí que entra a importância do marketing digital: estar bem preparado e equipado para conseguir um bom desempenho nas plataformas digitais, seja qual for a sua escolha, das redes sociais às lojas virtuais.

De acordo com a Beroe, estima-se que as despesas em marketing digital tenham sido de US$ 290 bilhões a US$ 310 bilhões em 2019, com estimativas ainda mais promissoras para 2020, ano em que a estimativa era de atingir de US$ 330 bilhões a US$ 340 bilhões.

É a qualidade do marketing digital de quem sabe como vender pela internet que vai te diferenciar perante a concorrência e, assim, proporcionar resultados capazes de ir além das suas maiores expectativas.

Invista em sua capacitação! Gestão de marketing em tempos de crise

6 – Seja perseverante em seu objetivo

Investir em marketing digital é uma necessidade nos dias de hoje. Porém, é importante ter em mente que costuma demorar algum tempo até que você consiga obter os melhores resultados – assim como acontece com a maioria dos investimentos e empreendimentos.

Desenvolvimento organizacional (1946)

Não é porque os resultados dos primeiros meses não foram tão acentuados quanto você esperava que deve desistir, muito pelo contrário. A cada dia que passa com o seu negócio na internet, crescem as chances de alcançar o tão desejado sucesso, e o melhor, de fazer com que ele seja sustentável a médio e longo prazo.

As vendas na quarentena pela internet estão acentuadas, o que serve como combustível para te motivar a ingressar nessa jornada, mesmo que ela demore um pouco até que comece a apresentar os resultados que espera. Com os conhecimentos adequados, inclusive, este tempo tende a ser menor.

Confira também: E-commerce do Magazine Luiza cresce 73% no primeiro trimestre de 2020

7 – Não deixe para depois o que pode começar agora

Nós sabemos que as coisas acontecem rápido nos dias de hoje, especialmente quando se trata dos meios digitais e de seu imediatismo. Por isso, cada dia perdido é perigoso para o sucesso de quem deseja saber como vender pela internet.

Organização de aprendizado

Quanto antes você começar, mais rapidamente poderá atingir o sucesso que tanto deseja. Além disso, quem se antecipa se depara com uma concorrência menor no cenário digital, o que é essencial para um desempenho diferenciado.

Dessa forma, mesmo em momentos desfavoráveis da economia, como o que vivemos agora em decorrência da pandemia ou quaisquer outras crises futuras, sua empresa poderá estar entre as principais em vendas e resultados se estiver bem estabelecida na internet.

Prova disso são as empresas que estão vendendo mais na crise, contrariando um cenário global complicado em termos econômicos. Aja rápido para que seu negócio tenha a chance de estar entre os que apresentam maior crescimento no mercado, o que fará todo o tempo e os investimentos valerem muito a pena.

Aprenda a vender pela internet e consiga superar a crise!

Mesmo com muita gente em casa, a internet continua a todo vapor. Inclusive, podemos dizer que a crise que se instaurou forçou as empresas a adotarem uma transformação digital emergencial, ou seja, mais do que nunca, é hora de estar online para se manter relevante em um cenário de tanta competitividade.

Aplique nossas dicas sobre como vender pela internet e confira os conteúdos e capacitações que comentamos neste artigo. Assim, você comprovará como as vendas na quarentena podem trazer resultados muito além do que imaginava, inclusive quando tudo isso passar.

Quer aprender as melhores estratégias para vender mais pela internet? Então confira a imersão do curso APRENDA A VENDER PELA INTERNET E EXPANDA SEU POTENCIAL!

Aprenda a vender pela internet