Como uma imersão no Vale do Silício transformou a cultura da Caixa

João Ortega

Por João Ortega

21 de fevereiro de 2019 às 14:38 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Na era das fintechs e nova economia, os bancos tradicionais têm que se adaptar para manterem a satisfação de seus clientes. Embora tenha encontrado resistência interna na empresa pública, Marcelo Ruas conseguiu levar a Caixa para o século XXI. Gerente nacional e responsável pela Universidade Caixa, programa que capacita funcionários do banco, ele levou 16 executivos do alto escalão para uma imersão no Vale do Silício.

A viagem foi realizada em parceria com a StartSe, mas teve um modelo diferenciado, pelo fato de se tratar de uma empresa pública. Segundo Marcelo, para corresponder aos recursos investidos na viagem e proporcionar um retorno a todos os funcionários da Caixa, os executivos participaram de palestras e apresentações de novas tecnologias durante 12 horas diárias. Ao fim de cada dia, gravavam vídeos contando como o novo conhecimento poderia gerar impacto no banco e em seus empregados. Todo o conteúdo foi editado e transformado em um blog com ensinamentos valiosos de inovação e empreendedorismo.

“Estimulamos uma mudança de mindset dos executivos para realizar uma transformação de cima para baixo na empresa”, explica Marcelo Ruas durante sua palestra na EdTech Conference 2019. “Nossos executivos voltaram com uma mentalidade diferente. Viram coisas, experimentaram tecnologias e conversaram com pessoas que, num contexto de um banco público, ele não teria contato. Modificou a maneira como eles veem sua própria equipe”.

O resultado, para Marcelo, foi um sucesso. Além de milhares de funcionários da Caixa terem acessado o conteúdo da viagem executiva, foi assinado um programa de inovação que visa parceria com startups. “Isso era inimaginável para um banco público há alguns anos”, diz o executivo.

Acompanhe ao vivo a EdTech Conference 2019!

Saiba mais sobre as missões da StartSe ao Vale do Silício!