Como crescer de forma exponencial, segundo Sergio Furio

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

22 de Maio de 2019 às 14:34 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Criada em 2012 por Sergio Furio, a Creditas se tornou a maior fintech brasileira de empréstimo com garantia. Hoje, a startup registra mais de 1 milhão de solicitações de empréstimos e mais de R$ 500 milhões emprestados. Além disso, se tornou a 2º startup mais desejada pelos brasileiros no ranking internacional LindekIn Top Startups.

Segundo Furio, um dos segredos de uma empresa de sucesso é o foco no problema. É fundamental entender como a tecnologia poderá ser útil para o usuário final. “É preciso buscar uma solução para o cliente. As empresas que fazem isso têm um crescimento exponencial”, ressaltou o empreendedor durante a Fintech Conference, promovida pela StartSe.

Segundo ele, o crescimento exponencial também pode ser impulsionado por três ações. A primeira delas é a captação de clientes. “O banco tem milhões de clientes. Já a fintech deve construir isso. Se você não tem uma cartela de crédito grande, por exemplo, não consegue escala”, explicou Furio. A segunda é investimento em tecnologia. “Qual o diferencial competitivo que você está criando com a tecnologia? Ela tem que ser pensada para resolver uma dor do cliente”, ressaltou o empreendedor.

Por fim, Furio acredita que é preciso entrar em negócios adjacentes, oferecendo benefícios para a experiência completa do consumidor. No caso da Creditas, a autorização para se tornar uma Sociedade de Crédito Direto (SCD) fez toda a diferença. A partir disso, a empresa recebeu mais autonomia para criar produtos e, futuramente, expandir seu portfólio. “O serviço financeiro como é vai morrer. Precisamos entregar a melhor experiência, com uma solução de ponta a ponta. Não é apenas financiar a reforma, mas ajudar esse cliente a realizá-la”, explicou.