Cielo lança app de serviços financeiros e se aproxima de ser um banco digital

João Ortega

Por João Ortega

28 de agosto de 2019 às 12:25 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Cielo, líder brasileira em adquirência, lançou o aplicativo Cielo Pay. O app é uma plataforma aberta a desenvolvedores (open source) que reúne uma série de serviços financeiros tanto para empreendedores quanto para pessoas físicas. Por enquanto, a novidade está sendo testada pelos 3 mil funcionários da empresa, e abre para o público no dia 14 de outubro.

Apesar de ter como acionistas o Bradesco e o Banco do Brasil, o novo app posiciona a Cielo mais próxima de um banco digital. Isto porque, entre os serviços do Cielo Pay, está, por exemplo, uma conta digital para empreendedores sem taxas. Outros recursos para clientes PJ são pagamentos imediatos de transações com cartão, pagamentos via QR Code, carteira digital, transferências (taxa de R$ 5 para outros bancos) e saque na rede Banco 24 Horas (com taxa de R$ 7,90). Além disso, será incorporado no futuro oferta de crédito para empreendedores.

Para consumidores (pessoa física), o Cielo Pay oferece uma conta corrente digital com rendimento de 100% do CDI, pagamentos de contas e cartão para saque. Como é uma plataforma aberta, o Cielo Pay poderá integrar, no futuro, outros serviços criados por desenvolvedores externos.

De acordo com o presidente da Cielo, Paulo Caffarelli, a ideia é aumentar a aderência com empreendedores, indo além da maquininha de cartão. O executivo afirmou ao Estadão que prevê ter uma carteira de R$ 1 bilhão na nova plataforma em um prazo de doze meses.