Piloto de drone a operador de robô: China oficializa 13 empregos em tecnologia

João Ortega

Por João Ortega

5 de abril de 2019 às 11:23 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O governo da China estabeleceu o desenvolvimento da inteligência artificial como uma prioridade. O programa estatal “Made in China 2025” pretende colocar o país na liderança da indústria hi-tech mundial. Nesta segunda-feira (1), o país asiático deu mais um passo neste sentido ao reconhecer 13 empregos da área de tecnologia em sua lista oficial de profissões.

Agora, engenheiros de inteligência artificial, operadores de robôs, pilotos de drones e jogadores de e-sports fazem parte dos mais de 19 mil cargos reconhecidos pelo Ministério de Recursos Humanos e Segurança Social da China. Novas profissões não eram adicionadas à lista oficial do governo desde 2015.

Não há nenhum incentivo financeiro imediato às áreas contempladas. Porém, a lista oficial de profissões é um guia para que o governo crie políticas públicas de incentivo, como abertura de vagas, treinamento específico, estabelecimento de padrões do ofício, entre outras. “Essas 13 novas ocupações estão principalmente no campo de hi-tech, que tem alta demanda de conhecimento e habilidades”, afirmou o Ministério de Recursos Humanos, em comunicado.

Veja, abaixo, a lista dos novos empregos oficiais da China:

  •  Engenheiro de IA
  •  Engenheiro de IoT (Internet das coisas)
  •  Engenheiro de Big Data
  •  Engenheiro de computação na nuvem
  •  Gestor digital
  •  Técnico em modelagem para arquitetura
  •  Operador de e-sports
  •  Jogador de e-sports
  •  Piloto de drone
  •  Analista de dados em agricultura
  •  Instalador de IoT
  •  Operador de robô
  •  Manutenção de robô