Cardpay passa a oferecer suas soluções de pagamento para ecommerce no Brasil

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

11 de novembro de 2019 às 12:47 - Atualizado há 12 meses

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 16 a 19/Nov, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O CEO do Grupo Cardpay, Kirill Evstratov, anunciou que provedor global de soluções de pagamento para o comércio eletrônico, está expandindo a sua operação para cinco novos mercados: Estados Unidos, México, China, Cingapura e Brasil.

“Este é um marco importante para nossa empresa e estamos entusiasmados com a oportunidade de oferecer nossos serviços aos clientes brasileiros. A adição desses países, entre eles o Brasil, permite que nossos clientes comercializem seus bens e serviços para quase 2 bilhões de consumidores no país”, diz o executivo.

Com o mercado global de comércio eletrônico atingindo US $ 4 trilhões no próximo ano, mais e mais comerciantes procuram uma maneira econômica de aceitar pagamentos de seus clientes em várias regiões geográficas. A parceria da Cardpay com Visa, MasterCard e China UnionPay permite processar esses pagamentos de forma rápida, simples e segura. Sua plataforma de pagamento tudo-em-um permite que os comerciantes aprimorem as taxas de conversão e aumentem sua receita como resultado.

“Em muitos casos, uma alta taxa de abandono de carrinho está ligada à incapacidade dos comerciantes de fornecer métodos de pagamento locais. Com nossa plataforma, isso se torna algo do passado, pois nossos clientes podem aceitar mais de 300 métodos de pagamento, incluindo Alipay e WeChat Pay na China, Boleto no Brasil, Oxxo e PayNet no México”, diz Kirill.

A Cardpay  está simplificando o processo de pagamento, trazendo aos seus clientes a mais ampla gama de pagamentos locais possível, mantendo o custo de aceitar pagamentos internacionais baixos.