Cambridge Analytica enganou usuários do Facebook, diz investigação dos EUA

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

9 de dezembro de 2019 às 16:54 - Atualizado há 11 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Federal Trade Commission (FTC), órgão regulador dos direitos dos consumidores nos Estados Unidos, informou na sexta-feira (6) que a Cambridge Analytica enganou usuários do Facebook sobre a coleta de seus dados. A empresa de consultoria se envolveu em um escândalo em 2018 ao utilizar os dados de usuários do Facebook para fins políticos.

Estima-se que a Cambridge Analytica tenha utilizado os dados do Facebook de 87 milhões de pessoas. A empresa de consultoria os organizava em diferentes perfis para usos distintos. Os dados teriam influenciado nas eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016 e, no mesmo ano, no Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia.

A investigação do FTC também revelou que a empresa de consultoria teve práticas enganosas quanto sua participação no Privacy Shield, pacto sobre a transferência internacional de dados pessoais entre a União Europeia e Estados Unidos. A Cambridge Analytica encerrou suas operações em maio deste ano.

Já em julho, o Facebook levou uma multa de US$ 5 bilhões nos Estados Unidos por violação de privacidade dos usuários. A punição é fruto de investigações que acontecem há mais de um ano, envolvendo inclusive o caso da Cambridge Analytica.