Arco Educação compra Sistema Positivo de Ensino por R$ 1,65 bilhão

João Ortega

Por João Ortega

8 de Maio de 2019 às 12:12 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Arco Educação, empresa brasileira de soluções para educação, anunciou nesta terça-feira (7) a aquisição do Sistema Positivo de Ensino por R$ 1,65 bilhão. A transação precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para ser efetivada. Em setembro passado, a Arco realizou o seu IPO (oferta inicial de ações), na Nasdaq, em Nova York. Na ocasião, a empresa captou US$ 194,4 milhões e atingiu o valor de mercado de US$ 1,2 bilhão.

A compra do Sistema Positivo engloba mais de 3 mil escolas particulares em todo o Brasil, que atendem cerca de 650 mil alunos, e parte da Editora Positivo. Entretanto, instituições de ensino básico e superior e o sistema de ensino Aprende Brasil não fazem parte da aquisição e continuam no Grupo Positivo. Além disso, também está de fora do negócio a fabricante de eletrônicos Positivo Tecnologia, que faz parte da holding paranaense.

Primeiro unicórnio da educação no Brasil, a Arco Educação vai ampliar sua cobertura para cerca de 1,2 milhão de alunos em quase 5 mil escolas com as soluções em tecnologia e metodologia da empresa. “O Sistema Positivo é uma das mais tradicionais marcas da educação brasileira, com 40 anos de atuação pautada na qualidade e seriedade”, disse Ari de Sá Neto, presidente da Arco, em comunicado. “Para nós, é uma honra ter a possibilidade dar continuidade este trabalho”.

Desde setembro de 2018, a Arco Educação está listada na bolsa de valores NASDAQ. A aquisição do Sistema Positivo de Ensino é o maior negócio da história da edtech cearense, e não passa por votação dos acionistas.