Apple investe US$ 6 bilhões em conteúdo próprio para streaming

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

20 de agosto de 2019 às 12:46 - Atualizado há 1 ano

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Apple está investindo US$ 6 bilhões na criação de conteúdo próprio para o TV+, seu streaming de séries e filmes. O novo serviço da empresa irá concorrer com a Netflix, HBO Go, Amazon Prime Video e Disney+ (o lançamento está previsto para novembro).

A empresa ainda não informou qual será o preço da assinatura, mas já está aumentando o capital investido. De acordo com o Financial Times, a Apple iria investir US$ 1 bilhão em conteúdo próprio, mas recentemente levantou esse número para US$ 6 bilhões.

O conteúdo próprio da Apple já conta com grandes diretores e atores. A empresa lançou um trailer do The Morning Show, série em que Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carrell interpretam jornalistas que apresentam um telejornal. Ainda segundo o Financial Times, a companhia está gastando milhões nos episódios — ainda mais do que a HBO investiu em Game Of Thrones.

A concorrência

A concorrência no setor deve ser ainda mais acirrada nos próximos anos, o que pode ameaçar a soberania da Netflix. A Disney já anunciou que o streaming será sua prioridade neste ano e criou um pacote com o mesmo valor da assinatura da concorrente nos Estados Unidos, mas que conta também com os streamings da ESPN+ e Hulu, serviços de que é proprietária.

A Netflix já começou a sentir o impacto dos novos players no mercado – o número de assinantes do streaming nos EUA caiu pela primeira vez desde 2011. Foram canceladas 130 mil assinaturas. Além das novas opções, essa é uma consequência de um recente aumento de preços.

No entanto, além de ter sido a pioneira no setor, a Netflix está investindo em conteúdos originais há mais tempo. Apenas no ano passado, a empresa levantou US$ 3,5 bilhões para investir no setor – sem contar o aporte com capital próprio.