Apple adquire startup de comandos de voz para investir na Siri

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

18 de fevereiro de 2019 às 14:23 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Apple realizou uma aquisição que pode mudar seu foco daqui para frente. Segundo a Axios, a empresa adquiriu a PullString, startup que facilita a construção de aplicativos de comandos de voz.

A iniciativa pode ajudar a fortalecer a Siri, assistente pessoal da Apple, trazendo mais funcionalidades. Hoje, a tecnologia enfrenta a concorrência da Alexa, produto da Amazon, e do Google Assistente. Apesar da Siri ter sido lançada há mais tempo, hoje a Alexa é líder deste novo mercado.

Criada em 2011, a PullString já colaborou com empresas como Mattel, AKQA e HomeAdvisor. No caso da Mattel, a startup utilizou seu produto “PullString Converse” na construção do diálogo da boneca “Hello Barbie”, que é capaz de “conversar” por mais de 30 horas com crianças.

Apesar do trabalho com a Mattel, a companhia se destaca por oferecer soluções para a Alexa e Google Assistente, além de dispositivos de internet das coisas (IoT) em geral. Na colaboração com a HomeAdvisor, a startup possibilitou que usuários da Alexa pudessem encontrar corretores de imóveis a partir de comandos de voz.

De acordo com a Axios, o valor da aquisição teria sido entorno de US$ 30 milhões, além de potenciais ganhos de US$ 10 milhões para os diretores. No entanto, a Apple ainda não confirmou a informação.