Amazon testa levar sistema da Amazon Go para outras lojas

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

3 de dezembro de 2018 às 16:22 - Atualizado há 2 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Amazon está testando levar a tecnologia da Amazon Go, de lojas tecnológicas sem caixas de pagamento, para estabelecimentos maiores. A informação é do Wall Street Journal, que não informou a identidade de suas fontes.

Lançada há 10 meses, a Amazon Go utiliza imagens de câmeras, aliadas com inteligência artificial e machine learning. Juntas, as tecnologias identificam quais os produtos estão sendo retirados da prateleira. Os clientes são cobrados assim que saem da loja da varejista.

A iniciativa tem sido um sucesso, mas está sendo utilizada apenas em lojas de pequeno porte. A Amazon Go são lojas de conveniência espalhados pela cidade em que os produtos são, principalmente, alimentos e bebidas.

Segundo o WSJ, a varejista estaria testando a tecnologia em Seattle, em um espaço semelhante a uma grande loja. No entanto, a fonte informou que é difícil utilizar a mesma tecnologia em espaços maiores, o que poderia levar mais tempo para a Amazon adotá-la em outros locais.

O jornal especula que o Whole Foods, rede de supermercados adquirida pela empresa no ano passado, seja uma das principais utilizações da tecnologia “sem caixas”. Desde que comprou o Whole Foods, a Amazon já adicionou serviços de delivery em uma hora e de retirada de compras.

Mas aplicar o mesmo sistema ao supermercado trazem muitos desafios: além do tamanho muito maior das lojas, alguns produtos do supermercado possuem o preço variável devido ao peso. Essa pode ser uma dificuldade para as câmeras da Amazon, focadas principalmente no reconhecimento de objetos.

No entanto, trazer mais agilidade aos supermercados pode ser um grande impulso na concorrência com o Walmart. Além disso, fortalece ainda mais a presença da varejista em lojas físicas, campo em que ainda está começando a se aventurar. Hoje, a Amazon está no varejo físico através de lojas temporárias, Amazon Go, Whole Foods e a Amazon 4-star.

A iniciativa de levar a tecnologia para outros locais pode ser explicada devido ao sucesso da Amazon Go. Já existem sete lojas do tipo em Seattle, Chicago e São Francisco, nos Estados Unidos, mas esse número pode aumentar para 3 mil unidades até 2021.