Amazon investirá US$ 10 milhões para tornar IA imparcial e transparente

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

25 de março de 2019 às 17:52 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Amazon anunciou, nesta segunda-feira (25), que irá investir US$ 10 milhões em inteligência artificial. A varejista irá trabalhar em parceria com a National Science Foundation (NSF), agência do governo dos Estados Unidos de pesquisa e educação. A NSF também investirá US$ 10 milhões.

Os investimentos serão distribuídos ao longo de três anos. O objetivo da empresa é de diminuir possíveis preconceitos e discutir questões de transparência e responsabilidade ao trabalhar com inteligência artificial. “Aqui na Amazon, a imparcialidade dos sistemas de machine learning que construímos é crítica para estabelecer e manter a confiança dos clientes em nosso negócio”, disse Prem Natarajan, vice-presidente de entendimento de inteligência artificial no departamento da Alexa da empresa.

O financiamento será utilizado em pesquisas acadêmicas para continuar desenvolvendo a tecnologia. Os pesquisadores que desejam participar do programa poderão enviar uma carta de intenção até dia 10 de março e a proposta completa do projeto no dia 25 de junho.

“Nós estamos felizes em anunciar essa colaboração com a Amazon para financiar nossa pesquisa focada em imparcialidade na inteligência artificial”, disse Jim Kurose, líder da NSF em computação e ciência da informação e engenharia. “Esse programa irá suportar pesquisa relacionada ao desenvolvendo e implementação de sistemas de inteligência artificial confiáveis que incorporam transparência, imparcialidade e prestação de contas desde o início”.

A expectativa é que, no final, as pesquisas sejam disponibilizadas em plataformas abertas e públicas, tornando as informações acessíveis para todos.