Amazon lidera investimento de US$ 700 milhões em carros elétricos da Rivian

João Ortega

Por João Ortega

18 de fevereiro de 2019 às 12:26 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A Rivian, fabricante norte-americana de carros elétricos, anunciou na última sexta-feira (15) uma rodada de investimentos em ações de US$ 700 milhões. A Amazon liderou o aporte milionário.

Em novembro do ano passado, a Rivian anunciou dois produtos, que devem chegar ao mercado dos EUA em 2020: a picape R1T e o SUV R1S. Ambos são totalmente elétricos, têm autonomia de ao menos 640 km e também são voltados ao uso offroad.

Apesar do aporte da Amazon, a Rivian continuará a funcionar como uma empresa independente. A montadora tem centros de desenvolvimento de tecnologias em diversas cidades dos EUA, e também uma no Reino Unido. A fábrica onde serão produzidos os veículos R1T e R1S fica em Illinois (EUA).

Robert ‘RJ’ Scaringe, fundador da Rivian, afirmou que o investimento “é um marco na mobilidade sustentável”. “Estamos trabalhando para promover a inovação na completa experiência dos clientes. Realizar esta visão requer os parceiros certos e estamos muito felizes por termos a Amazon conosco nesta jornada”, disse.

A Rivian é uma das principais concorrentes da Tesla no mercado de carros elétricos. A empresa de Elon Musk também anunciou a produção de um modelo SUV.

Além das empresas “novas” no mercado automotivo, fabricantes tradicionais estão entrando no universo dos veículos elétricos. É o caso da Porsche, e seu aguardado modelo Taycan; da Volkswagen, que investiu US$ 50 bi no setor; da Audi, que também anunciou investimentos bilionários para modernizar sua produção; e também da Ford, que vai lançar uma picape elétrica.