Amazon investe US$ 50 milhões em termostato inteligente

Avatar

Por Isabella Câmara

25 de outubro de 2018 às 14:37 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Amazon liderou uma rodada de investimento de US$ 50 milhões no Tado, um termostato inteligente. De acordo com a própria Tado, o investimento liderado pela Amazon será usado para desenvolver novos produtos e ampliar ainda mais sua oferta de serviços. Além da Amazon, outros investidores notáveis e estratégicos também apoiaram a empresa sediada em Munique, como a E.ON, Total Energy Ventures, Energy Innovation Capital, Inven Capital e European Investment Bank. Mas esse não é o primeiro investimento recebido pela Tado – desde sua fundação em 2011, a empresa alemã já recebeu US$ 102 milhões. As informações do TechCrunch.

Mas o mais interessante desse investimento, não é o valor do financiamento ou qual empresa foi beneficiada. O aspecto mais curioso dessa nova rodada é a participação da Amazon, a gigante varejista fundada por Jeff Bezos em 1994. Nos últimos anos, a líder em e-commerce já trabalhava para possibilitar diversas mudanças no espaço doméstico, tornando-os mais inteligentes. Entre suas apostas está a aquisição da Ring e da Bling, empresas de campainha inteligente e segurança, além do investimento na Ecobee, uma empresa de termostato inteligente, por meio do Amazon Alexa Fund, e da criação do Echo.

A Tado e seus pilares

Christina Deilmann, cofundador da Tado, afirmou que a oferta da Amazon foi baseada em três pilares. O primeiro é o fato de que a empresa alemã irá ajudar as pessoas a gerenciarem o clima de sua casa e torná-lo mais confortável e econômico. A empresa conecta o ar condicionado à internet e smartphones e até mesmo utiliza recursos de localização para detectar quando o ambiente está vazio, se alguém está se aproximando da casa ou se clima está mudando. No entanto, o trabalho da Tado é mais profundo do que um simples controle inteligente dos sistemas de aquecimento ou resfriamento de casa.

O termostato da startup foi meticulosamente projetado para ser capaz de fazer diversas coisas interessantes, como modular o aquecimento – ao invés de simplesmente ligar e desligar -, e fornecer diagnósticos de ambiente, que é onde o segundo pilar da Tado, seu modelo de serviço, entra em ação. A longo prazo, um terceiro pilar aparece para beneficiar a gestão de energia em geral, inclusive no nível da rede nacional. Na prática, isso significa fazer parceria com distribuidoras de energia – vários pilotos já estão em andamento, inclusive – para permitir que as pessoas possam optar por esquemas de “resposta à demanda”, na qual sistemas de aquecimento e resfriamento das casas são utilizados fora dos horários de pico de energia.

Em conjunto, esses três pilares podem fazer uma diferença tangível na capacidade da rede nacional de energia estabilizar o consumo, algo que se torna cada vez mais crucial à medida que mais energia renovável de natureza esporádica, como a eólica e a solar, é fornecida à rede.