Amazon chega de vez ao Brasil com 120 mil produtos à venda

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

22 de janeiro de 2019 às 10:07 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A partir desta terça-feira (22), a Amazon oficialmente expande suas vendas diretas no Brasil – que anteriormente só aconteciam com livros. A companhia, que inaugurou um novo centro de distribuição em Cajamar, São Paulo, passa a vender e entregar 120 mil produtos de 11 categorias diretamente ao consumidor.

No Brasil, a empresa operava com o modelo de marketplace, com produtos anunciados por outros vendedores. Agora, a Amazon passa a ter controle do estoque e fará as entregas em parceria com empresas como Loggi, Correios e Total Express. Com a mudança, a companhia incluiu quatro novas categorias ao site: brinquedos, bebês, beleza e cuidados pessoais.

“A expansão de hoje é resultado de anos de aprendizado, começando com livros digitais e e-readers Kindle em 2012, seguidos por livros impressos em 2014. Desde então, brasileiros já compraram e baixaram dezenas de milhões de livros na Amazon.com.br.”, disse a empresa em seu site. A companhia oferecerá frete grátis para pedidos acima de R$149 e a opção de entrega rápida. Para isso, investiu em um Centro de Distribuição com 47 mil metros quadrados.

Previsões certeiras

Nesta segunda-feira (21), analistas do banco BTG Pactual informaram que a Amazon passaria a ter uma atuação mais concreta no Brasil, o que de fato aconteceu. Com isso, a partir de agora, a companhia de Bezos passa a ser uma concorrente mais forte de grandes varejistas como Magazine Luiza e B2W.