China ultrapassa EUA e se torna líder na compra de alto-falantes inteligentes

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

21 de Maio de 2019 às 10:23 - Atualizado há 3 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Os Estados Unidos não ocupam mais a liderança na compra de alto-falantes inteligentes. De acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (20) pela Canalys, a China assumiu a primeira posição com um crescimento de 500% no consumo do primeiro trimestre de 2019 em relação ao ano anterior — o que representa 51% da participação no mercado. Os EUA ficaram com 24%.

Ao todo, foram 10,6 milhões de alto-falante adquiridos no primeiro trimestre na China. Nos Estados Unidos, foram 5 milhões de smart speakers comprados. No total, foram 20,7 milhões de unidades adquiridas no mundo — um crescimento de 131,4%.

Entre as empresas que mais venderam os dispositivos, três são chinesas. O primeiro lugar ficou com a Amazon, que vendeu 4,6 milhões apenas no primeiro trimestre de 2019. Em segundo está o Google, com 3,5 milhões de vendas registradas. Em seguida, estão Baidu (3,3 milhões), Alibaba (3,2 milhões) e Xiaomi (3,2 milhões).

Segundo Nicole Peng, vice-presidente de Mobilidade da Canalys, o rápido crescimento das compras na China é, em grande parte, impulsionado por empresas que investem um grande capital para atingir uma participação rápida no mercado. Como exemplo, o estudo citou o Baidu, que fechou um acordo exclusivo com o canal de TV chinês CCTV para distribuir, durante um dos programas mais populares do país, cupons de desconto para os alto-falantes da marca.