Alexa agora demonstra emoções e pode interagir com alegria, tristeza e empatia

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

27 de novembro de 2019 às 12:47 - Atualizado há 10 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Com o objetivo de aprimorar as interações da Alexa com seus usuários, a Amazon desenvolveu novos recursos para a assistente pessoal. A companhia anunciou, nesta quarta-feira (27), que o dispositivo será equipado com novas opções de vozes. “A partir de hoje, a Alexa poderá responder com um tom feliz/animado ou desapontado/empático para usuários dos Estados Unidos”, afirmou Catherine Gao, desenvolvedora da empresa, em um comunicado

Segundo Gao, os recursos deixarão as experiências mais intuitivas. “Você ainda poderá fazer com que a Alexa responda perguntas com um estilo de fala mais adequado para um tipo específico de conteúdo”, ressaltou. A desenvolvedora citou o modo notícias, com um tom de voz nítido e forte, e o música, mais lento e descontraído.

Por trás das emoções

Os novos recursos usam a tecnologia Neural Text-to-Speech (Conversão de texto em fala neural). “A Alexa poderá responder em tom alegre e animado quando um usuário ganha um jogo. Da mesma forma, poderá falar de maneira desapontada quando o seu time favorito perde”, exemplificou Catherine.

As emoções são divididas em alta, média e baixa intensidade, alterando aspectos como entonação, tempo de pausa e destaque de palavras. Segundo a programadora, a novidade já foi testada com sucesso. “O estilo de notícias foi percebido como 31% mais natural do que a voz padrão da Alexa e o estilo música foi 84% mais natural”, ressaltou.