A Uber desistiu dos carros autônomos?

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

23 de dezembro de 2020 às 18:05 - Atualizado há 1 mês

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Uber desistiu dos carros autônomos no meio da corrida?

Essa dúvida pairou após a companhia anunciar, no início deste mês, a venda da Uber Advanced Technologies Group (ATG). A empresa investia na pesquisa e desenvolvimento desta tecnologia desde, pelo menos, 2015, e investiu bilhões de dólares ao longo dos anos.

A ATG foi vendida para a startup Aurora, também especialista em carros autônomos, por US$ 4 bilhões. A Aurora foi fundada por Chris Urmson, ex-chefe de tecnologias de carros autônomos do Google. O Google continua investindo no setor, através da Waymo, e concorre com companhias como a Lyft, entre outras.

Embora pareça que a Uber esteja desistindo desta tecnologia, isto não é verdade (ao menos por enquanto!). Na transação, a empresa investiu US$ 400 milhões na Aurora. Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, agora possui uma cadeira no Conselho de Administração da startup.

A iniciativa parece ser apenas uma mudança de prioridades na companhia. 2020, com a pandemia, não foi um ano fácil para a Uber. Um dos setores que mais “brilhou” foi o Uber Eats, de delivery, em que a demanda aumentou de forma acelerada.

Se a Uber está dando alguns passos para trás com os carros autônomos, qual é o novo foco da companhia? Confira na análise feita por Piero Franceschi e Felipe Giannetti da StartSe: