ThinkSeg finalmente lançará seguro com inteligência artificial "PayPerUse"

A partir de agosto, insurtech terá o produto pelo qual foi criada para oferecer; confira entrevista exclusiva com o CEO André Gregori

0
shares

A ThinkSeg, insurtech especializada em seguros para carros, lançará em agosto o produto “PayPerUse”. A modalidade muda completamente os seguros como conhecemos: o usuário pagará uma assinatura mensal e o valor será calculado de acordo com seu desempenho no volante, através de inteligência artificial.

A iniciativa se tornou possível após alguns anos de testes. Com o auxílio de um aplicativo, a tecnologia irá reconhecer padrões de comportamento do usuário enquanto ele dirige. “O aplicativo faz a medição tanto da quilometragem até o modo de condução – se acelera e freia muito rápido, por exemplo”, conta André Gregori, CEO e fundador da Thinkseg, em entrevista à StartSe.

O algoritmo vai melhorando de acordo com o tempo de uso por cada motorista. Ele reconhece quando o cliente está dirigindo veículos diferentes do contratado no seguro ou se é outra pessoa que está dirigindo o carro. “A inteligência artificial cria um DNA do motorista e a ThinkSeg já possui o do automóvel. Cada pessoa tem a sua forma de dirigir, enquanto um Uno Mile e uma Ferrari, por exemplo, também possuem características diferentes de máquina”, explica Gregori.

Participe do Insurance Day e saiba como a tecnologia está transformando o mercado de seguros

Como diz o nome, o PayPerUse foi criado para que o usuário pague apenas pelo serviço que realmente utilize. “Nossa percepção é que o cliente de seguros tem dúvidas do que está pagando. Pense em conta de água e energia – não faz sentido pagar mais do que está consumindo”, comenta o CEO.

O valor da assinatura é calculado de acordo com o carro e quilometragem percorrida. A média entre os carros mais acessíveis é de R$ 94 por mês. O serviço será contratado de forma digital, seguindo a característica de digitalização dos seguros proposta pela empresa. “Esse é o nosso principal desafio e produto. Criamos a ThinkSeg para entregá-lo”, diz Gregori.

O futuro dos seguros é um caminho sem volta

Para o empreendedor, este é apenas o começo de uma grande mudança no setor. “No futuro teremos empresas oferecendo produtos absolutamente diferentes umas das outras e sempre com a tecnologia como forte. Esse é um caminho sem volta”, prevê o fundador da ThinkSeg.

Desde 2018 até agora, aumentou de 3% para 25% o número de consumidores que contrata seguros de forma espontânea e sem interferência humana na ThinkSeg. Invariavelmente, o serviço antes oferecido por corretores está mudando – mas isso não significa que esta profissão irá acabar.

“O corretor se transforma de um vendedor para uma pessoa que cuida do bem-estar dos clientes, faz atendimento e pós-venda. É uma mudança de papéis que começa a agregar outros tipos de serviços”, comenta o empreendedor.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários