Netflix consolida streaming nos Oscars com 15 indicações

O anúncio das indicações aos Oscars acontece simultaneamente a entrada do serviço de streaming, liderado por Reed Hastings, para a associação dos maiores estúdios de cinema do mundo

0
shares

Os estúdios de Hollywood tentaram resistir, a Academia tinha regras para barrá-la, mas a nova economia prevaleceu. Desde 2014, os serviços de streaming aparecem entre os indicados aos Oscars. Este ano, a Netflix bateu recordes de indicações e obteve 15 nomeações. Delas, dez são para o filme Roma, grande favorito da premiação. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 24 de fevereiro, em Hollywood.

O anúncio dos indicados aos Oscars acontece simultaneamente ao reconhecimento da Motion Picture Association of America (MPAA). A partir de agora, a Netflix faz parte do grupo dos maiores estúdios de cinema dos EUA e do mundo. Isto significa que, ao invés de fazer resistência à nova forma de consumo do audiovisual, a entidade irá trabalhar em conjunto com o serviço de streaming para que a indústria cresça como um todo.

“Juntar-se à Motion Picture Association exemplifica ainda mais o nosso compromisso em garantir a vitalidade dessas indústrias criativas e das muitas pessoas talentosas que trabalham nelas em todo o mundo. Estamos ansiosos para apoiar a equipe da associação e seus importantes esforços”, afirmou Ted Sarandos, diretor de operações da Netflix, em comunicado oficial.

Veja todos os indicados aos Oscars

As estratégias da Netflix

A Netflix já tem duas estatuetas da maior premiação de cinema dos EUA, ambas recebidas por documentários: The White Helmets, em 2017, e Icarus, no ano passado. Agora, tem grandes chances de ser premiada em categorias ainda mais relevantes, incluindo Melhor Filme.

A empresa norte-americana decidiu investir em diretores já premiados pela Academia, e esta pode ser uma das razões para o maior reconhecimento do mercado neste ano. Roma foi dirigido por Alfonso Cuarón, cineasta mexicano que ganhou os prêmios de Melhor Diretor e Melhor Filme por Gravidade, em 2014. The Ballad of Buster Scruggs, filme da Netflix que recebeu outras três indicações, foi concebido pelos irmãos Coen, diretores que também receberam as estatuetas de Melhor Filme e Melhor Diretor, por Onde os Fracos Não Têm Vez (2008).

Com um investimento anunciado de US$ 3 bilhões para 2019, a expectativa é que a empresa seja presença constante nas premiações, bem como na relação dos filmes mais vistos da temporada. A empresa, é claro, mantém a sua produção de séries em larga escala, que rendeu diversos prêmios Emmy, Grammy e Globos de Ouro nos últimos anos.

Streaming nos Oscars

Além da Netflix, o serviço de streaming norte-americano Hulu também recebeu indicações para a premiação deste ano dos Oscars. A empresa concorre na categoria Melhor Documentário com o filme Minding the Gap.

A Amazon, outro concorrente do mercado de streaming, acabou não sendo indicado em nenhuma categoria por produções próprias. Os grandes lançamentos da empresa, neste ano, foram séries. Entretanto, a Amazon já mostrou sua força no cinema com o filme Manchester à Beira-Mar. Sucesso absoluto na crítica, recebeu seis indicações aos Oscars e levou duas estatuetas (Melhor Ator e Melhor Roteiro Original).

Junte-se a mais de 400.000 Empresários e Profissionais Para Conhecer os Negócios Mais Disruptivos do Mundo!

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Investimentos
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema

Comentários