Tesla adquire empresas de caminhões para acelerar entregas de seus veículos

O objetivo é disponibilizar os veículos rapidamente até o dia 31 de dezembro, data em que o subsídio para carros elétricos oferecido pelo governo dos EUA para a Tesla diminui

0
shares

Elon Musk, o CEO da Tesla, continua com a sua tradição de anunciar grandes novidades pelo Twitter. Na quinta-feira (15), foi a vez de anunciar que a Tesla adquiriu “algumas empresas de caminhão” e que realizou contratos para melhorar a distribuição do Model 3.

O Model 3 é um veículo da montadora que foi relançado recentemente e tem a proposta de oferecer um preço mais acessível – os valores iniciam em US$ 46.000. Devido ao preço menor comparado aos outros modelos, a demanda pelo Model 3 é muito maior – o que fez a Tesla passar por maus bocados há algum tempo. Há um ano, a empresa estava atrasando a entrega dos veículos, o que a fez tomar a decisão de comprar as empresas de entregas.

Musk afirmou, no anúncio da novidade, que a Tesla adquiriu as empresas para garantir que o Model 3 seja entregue nos Estados Unidos no dia 31 de dezembro se pedido no dia 30 de novembro – ou seja, a expectativa é que as entregas sejam realizadas dentro de um mês. “Nós compramos algumas empresas de entregas por caminhões e garantimos contratos com grandes transportadoras para evitar os erros e a falta de caminhões do último trimestre”, disse na rede social.

A expectativa de vender e entregar o máximo de carros até 31 de dezembro tem um motivo: nos Estados Unidos, há uma lei federal em que compradores de veículos totalmente elétricos recebem o subsídio de US$ 7.500. No entanto, assim que a montadora atinge 200 mil veículos elétricos vendidos, o valor do subsídio começa a diminuir. Entregar os veículos até essa data garante que seus clientes receberão o máximo do desconto oferecido, algo importantíssimo para a Tesla, que possui um ticket alto em seus produtos.

A expectativa é positiva: apesar do histórico de problemas na entrega dos carros, a Tesla conseguiu aumentar em 80% o número de entregas do Model 3 no terceiro trimestre desse ano, em comparação com o mesmo período no ano passado. A companhia entregou 55.840 unidades do veículo, tendo entregado 83.500 de carros no total.

A necessidade de investir em entregas é devido ao modelo de negócios da Tesla – a empresa não possui concessionárias, apenas showrooms em que os veículos são exibidos. As compras, reservas e agendamento de test-drive são feitos pela internet. A expectativa é de, no ano que vem, acelerar a entrega dos Teslas também para outros continentes, como a Europa e a Ásia.

Atualmente, o setor de entregas – seja de carros ou de delivery – tem se mostrado cada vez mais inflamado, como grandes startups como Loggi e Rappi realizando entregas como parte de seu modelo de negócios – e recebendo grandes investimentos para tal.

Leia mais notícias e mantenha-se atualizado sobre a nova economia aqui!

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários