YouTube lança serviço de TV e vai combater empresas de cabo

Avatar

Por Lucas Bicudo

1 de março de 2017 às 16:08 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Em um evento na Califórnia, o YouTube anunciou uma TV a cabo digital via aplicativo, parecida com os serviços da Sling TV e DirecTV. Basicamente, você paga US$ 35 por mês e tem acesso a uma série de transmissões ao vivo e canais da TV a cabo.

O conteúdo inclui:

O YouTube diz que as pessoas mais jovens querem assistir televisão no mesmo lugar que eles bebem os outros tipos de conteúdo. Faz sentido. A intenção é construir uma experiência que funcione “tão bem no seu celular, quanto no seu desktop, além de outros dispositivos”.

O serviço também inclui um feature chamado Cloud DVR, que permite que você salve um número ilimitado de programas sem se preocupar com capacidade de armazenamento.

A companhia diz que o foco é prover uma experiência de usuário sólida, já que a TV fechada muitas vezes carece nisso. Você será capaz de ligar, mandar um e-mail ou conversar via chat com atendentes diretamente do YouTube TV.

O aplicativo é dividido em três seções: catálogo, home e live.

A primeira foi desenvolvida para te ajudar a achar seus programas favoritos e aqueles que estão salvos. Esses programas possuem suas próprias páginas, contendo mais informação como episódios, elenco e relacionados.

A segunda é a sua aba central, parecida com o “recomendado” do YouTube. O Google anunciou que está usando machine learning para fazer essas previsões.

Por fim, a Live é a mais parecida com TV. Lá você pode navegar entre canais e assistir o que está passando naquele momento.

Uma única inscrição no novo aplicativo inclui seis contas, então você pode dividir o conteúdo com toda sua família e amigos.

Isso é um sopro para o segmento, que há anos convive com empresas que prestam serviços caros e de baixa qualidade.

A tecnologia vai dominar o mundo nos próximos anos e as empresas tradicionais (como emissoras de televisão) possuem grande chance de surfar nessa oportunidade, se souberem como. É o que abordamos no Corporate Class, confira.

(via The Next Web)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]