Vale do Silício perde em categoria pela 1ª na história de ranking de startups

Da Redação

Por Da Redação

21 de março de 2017 às 11:22 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O Vale do Silício não é mais o principal ecossistema para talento quando se trata de tecnologia e startups. De acordo com o ranking da Startup Genome, agora a região é a 2ª colocada neste quesito – perdendo para Singapura. É a PRIMEIRA vez que a região perde em qualquer quesito.

Singapura é um bom hub de tecnologia e educação, principalmente por conseguir atrair talento de todo o mundo e das boas universidades que lá existem. Contudo, ainda precisa melhorar em todos os outros quesitos.

Os Estados Unidos ainda é a “meca” do empreendedorismo, com Nova York, Boston, Los Angeles, Seattle, Austin e Chicago aparecendo na lista das 20 principais localidades. A Europa é representada por Londres (Reino Unido), Berlim (Alemanha), Paris (França), Estocolmo (Suécia) e Amsterdã (Holanda), enquanto a Ásia é a grande surpresa, com Pequim (China), Tel Aviv (Israel), Xangai (China), Singapura e Bangalore (Índia).

Mesmo perdendo em UM quesito, o Vale ganhou em TODOS os outros, reafirmando sua dominância. Acreditamos que é importante conhecer a mentalidade do Vale e o que faz um local especial. Para conhecer isso, temos duas iniciativas. O primeiro é o Silicon Valley Conference, um evento que promete transformar São Paulo no Vale por um dia e o Silicon Valley Learning Experience, uma visita aos principais locais do Vale para falar com alguns dos grandes nomes da região.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]