Uber diz que crescimento de receitas está ultrapassando o de perdas

Avatar

Por Lucas Bicudo

17 de abril de 2017 às 16:32 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Uber não é obrigada a relatar suas finanças publicamente, mas decidiu renunciar esse luxo pela primeira vez. A empresa disse que o crescimento de suas receitas está ultrapassando o de perdas, à medida que tenta mostrar força diante dos recentes escândalos.

A companhia duplicou as reservas brutas em 2016 para US$ 20 bilhões. A receita líquida foi de US$ 6,5 bilhões, enquanto as perdas líquidas ajustadas foram de US$ 2,8 bilhões, excluindo o negócio da China, que foi vendido.

A Uber recusou-se a divulgar números do primeiro trimestre, alegando que todos eles estavam alinhados com as expectativas. Disse ainda que está satisfeita em ver o crescimento da receita superando o das perdas.

“Somos afortunados com um negócio saudável e crescente, que nos dá espaço para fazer as mudanças necessárias na gerência, na contabilidade, em nossa cultura, organização e em nosso relacionamento com os motoristas”, comentou Rachel Holt, que comanda os negócios da companhia nos Estados Unidos, em uma declaração por e-mail.

Nos últimos meses, a Uber viu alguns de seus executivos deixarem seus postos por acusações de assédio sexual e uma cultura de trabalho tóxica. A empresa também está sofrendo um processo da Waymo, unidade de condução autônoma da Alphabet, que alega roubo de documentos secretos. O CEO Travis Kalanick também foi flagrado discutindo seriamente com um dos motoristas. Hoje, ele está procurando por um COO para colocar tudo no seu devido lugar.

O negócio da Uber é enorme e está ficando cada vez maior. Nos últimos três meses de 2016, as reservas brutas aumentaram 28% em relação ao trimestre anterior, para US$ 6,9 bilhões. A empresa gerou US$ 2,9 bilhões em receita, um aumento de 74% em relação ao terceiro trimestre. As perdas subiram 6,1% no mesmo período, para US$ 991 milhões.

Embora essa taxa de crescimento seja encorajadora, a Uber ainda está perdendo uma soma significativa de dinheiro, de acordo Evan Rawley, professor de negócios da Universidade de Columbia. “Isso é um monte de dinheiro para queimar em um único trimestre”.

Avaliada em US$ 69 bilhões por investidores, a Uber opera em cerca de 75 países. A companhia estava gastando bastante para competir na China (foi registrado cerca de US $ 1 bilhão em perdas no ano passado, elevando o número para US $ 3,8 bilhões no mundo inteiro). Com isso, suas operações no país foram vendidas, resultando em uma participação de 18% na local Didi Chuxing. A  empresa disse que as perdas líquidas globais foram de US$ 1,2 bilhão após a contabilização da venda, impostos e outros fatores.

Desde que foi fundada em 2009, a companhia queimou pelo menos US$ 8 bilhões e disse que tem US$ 7 bilhões em dinheiro vivo, junto com um crédito inexplorado no valor de US$ 2,3 bilhões.

(via Bloomberg)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]