Carros autônomos irão acabar com cerca de 128 coisas diferentes

Em um post no seu blog, Frey descreve uma realidade em que esses veículos serão penetrantes em todos os aspectos de serviço público

Avatar

Por Lucas Bicudo

22 de dezembro de 2016 às 11:54 - Atualizado há 3 anos

waymo

O mundo não tem bola de cristal para ver o futuro, mas tem o futurista Thomas Frey. Ele é diretor executivo do DaVinci Institute. Seu trabalho é basicamente imaginar como a tecnologia de hoje vai evoluir e quais os impactos que ela terá sobre a sociedade.

Uma de suas previsões mais discutidas recentemente: nas próximas décadas, carros autônomos poderão acabar com trabalhos em mais de 120 indústrias. Serão 128 coisas que deixarão de existir por causa dessa nova tecnologia, cerca de 70 profissões.

Em um post para o blog Futurist Speaker, Frey descreve uma realidade em que esses veículos serão penetrantes em todos os aspectos de transporte, agricultura, construção e serviço público.

Ele dá o exemplo de um aeroporto, onde grande parte da receita gerada vem de estacionamento. Com os carros autônomos, as pessoas não precisarão mais levar seus carros ao aeroporto e deixá-los guardados até que voltem de viagem. Elas usufruirão da tecnologia na porta de suas casas.

Todos os motoristas perderão seus empregos, ele acredita, incluindo chauffeurs e operadores de veículos de construção, além de seguradoras e financiadoras.

Ele também suspeita que os trabalhos de manutenção desaparecerão: pessoas que lavam seu carro, trocam o óleo, alinham os pneus, checam os freios, os níveis de emissão, frentistas. Para os testes que esses veículos precisam, as próprias fabricantes se encarregarão de fazê-los, ao invés de mecânicas locais.

Nem todas as indústrias desaparecerão, entretanto. Algumas irão apenas ser reduzidas em grande escala. Exemplo é as autoridades de trânsito, que diminuirá sua força tarefa já que não existirão motoristas para serem multados. Os advogados e juízes que tratarão desses casos também perderão seus empregos.

(via Business Insider)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]