Startup similar ao iFood abrirá o capital e se tornará mais um unicórnio

Avatar

Por Lucas Bicudo

19 de setembro de 2016 às 14:47 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Holanda pode estar prestes a ganhar mais uma unicórnio. A companhia Takeaway.com, similar ao modelo do iFood em delivery de comidas, está se preparando para abrir seu capital e se tornar pública no fim desse mês, ao soltar o seu prospecto de IPO (Oferta Inicial de Ações, em inglês) nessa segunda (19).

A companhia está com o preço de suas ações variando entre €20.5 à €26.5, com um valuation pós-capitalização de mercado que está girando em torno de €904 milhões e € 1,1 bilhão.

A listagem está prevista para acontecer no próximo dia 30 de setembro e, se bem-sucedida, irá conferir à companhia o status de unicórnio – termo para startups de tecnologia com um valuation de US$ 1 bilhão ou mais.

O segmento está completamente quente agora, com a Uber expandindo internacionalmente seu serviço UberEats, e a companhia inglesa Deliveroo levantando uma rodada de financiamento gigantesca de US$ 275 milhões (£209 milhões) de investidores de risco, no último mês de agosto. Aqui no Brasil, diversas startups existem, mas o grande destaque é o iFood.

O prospecto de IPO para a companhia já era esperado. Em abril desse ano, o Bloomberg anunciou que a Takeaway.com estava considerando ir à público com um IPO no valuation de € 1 bilhão.

Em declaração, o CEO Jitse Groen disse: “Nós estamos felizes em anunciar o IPO como um passo importante para a realização de nosso potencial de crescimento e que nós cumprimos todas as etapas para nos considerarmos uma companhia listada. O nível de interesse que nós observamos na comunidade de investidores é muito encorajador. Estamos ansiosos para conhecer investidores em potencial e dividir com eles nossos pensamentos sobre como expandir esse mercado e as posições de liderança”.

A companhia afirma ser a maior empresa de delivery de comidas do mundo, segundo o número de restaurantes cadastrados e pedidos. Em 2015, foi uma receita total de € 77 milhões, através de 34 milhões de pedidos, de 6.8 milhões de consumidores.

(via Business Insider)

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!