StartSe no Mundo: conheça a startup que quer mudar o mundo utilizando a tecnologia que faltava para a automação residencial

Avatar

Por Eduardo Glitz

19 de abril de 2016 às 18:52 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Eu levei algum tempo para entender o potencial desta tecnologia. Depois de uma longa conversa com o David, fundador da Wattcost, eu comecei a entender o tamanho da oportunidade e então concluí que talvez estivesse diante da startup com maior potencial de crescimento de todas que visitei até agora.

A tecnologia por trás do sistema criado pode ser complexa, mas para o usuário é muito simples. Basta encaixar um fio no medidor de energia de sua casa e prender o aparelho em algum lugar próximo, uma fita dupla face é tudo que você precisa para fazer a instalação. A tecnologia funciona em qualquer tipo de medidor de luz, o sistema da Austrália por exemplo, é igual o do Brasil. Feito isto, basta acessar o aplicativo em seu celular e cadastrar todos os eletrodomésticos de sua casa, como ar-condicionado, refrigerador, máquina de lavar roupa, ferro de passar, ou seja, tudo que tiver um consumo relevante.

A partir de agora então tudo começa a funcionar. Diante de seu smartphone você passa a ter a informação em tempo real de quanto dinheiro você está gastando de energia em sua casa, e o melhor podendo ir no detalhe de cada aparelho que está ligado. Você saberá por exemplo, que o ar condicionado está gastando R$3,00 por hora, o refrigerador R$0,50 e assim por diante. Você passa a gerenciar por completo o consumo de energia de sua residência e ainda no final do mês irá saber exatamente o valor gasto, comparando com a conta de energia que irá receber, comparando com meses anteriores e até comparando com a média dos seus vizinhos. Estes dados de consumo sempre foram uma “caixa preta” para todos os consumidores, tendo que confiar na informação dada pela companhia de energia.

Estas informações possuem diversas outras funcionalidades para o consumidor, o sistema avisa, por exemplo, se o ferro de passar foi esquecido ligado, se algum eletrodoméstico está gastando mais do que o usual, ou simplesmente se aquela máquina de fazer café que é ligada todos os dias pela manhã, hoje não foi ligada. São inúmeros alertas que podem ser criados quando existem estes dados disponíveis.

IMG_2833

O gerenciamento por completo do consumo de energia residencial já é um salto, uma verdadeira mudança de paradigma, mas a verdade é que isto não é nada diante do potencial destes dados para toda a indústria de eletrodomésticos e energia. O sistema criado pela empresa do David já permite por exemplo identificar que sua geladeira consome muita energia, então pode ser trocada por uma que irá consumir a metade e este investimento pode se pagar em um ano, para comprar uma nova geladeira basta clicar no aplicativo que em 5 dias ela chegará em sua casa. Isso mesmo, com estes dados é possível construir argumentos para os clientes comprarem novos eletrodomésticos direto no sistema da Wattcost. Ele pode lhe informar que se você trocar alguns eletrodomésticos irá reduzir significativamente sua despesa mensal, e na mesma hora já faz a venda para em parceria com algum grande e-commerce. Mais do que isto, em países como a Austrália, onde o cliente é livre para escolher de qual empresa ele quer comprar sua energia, hoje são 17 opções no mercado, em tempo real ele lhe diz qual a melhor companhia para comprar sua energia e em alguns cliques você pode mudar de fornecedor. Ou seja, a Wattcost passa a ser um grande gerador de novos clientes para as distribuidoras de energia.

A tecnologia criada é absolutamente disruptiva pois cria uma nova base de dados sobre o comportamento dos clientes em casa, e são inúmeras as possibilidades de uso dela, não só para a redução do consumo de energia, mas também para diversas outras industrias. O sistema da Wattcost já está à venda no modelo de pre-sale por 149 dólares, as primeiras entregas devem ser feitas dentro de 6 meses. A empresa já esteve no Vale do Silício para entender a receptividade do mercado, e foi excelente, segundo David. Mas por enquanto optaram por crescer com recursos próprios e investimento anjo de alguns mentores. Hoje já são mais de 20 pessoas participando do projeto, que com certeza é muito promissor.

Este conteúdo faz parte do projeto StartSe no Mundo, uma viagem empreendedora por mais de 40 países. Conheça o site do projeto clicando aqui e inscreva-se para receber conteúdos exclusivos ao longo da jornada, que podem inspirá-lo e adjudá-lo a empreender.