StartSe na Tailândia: alimentos saudáveis, uma enorme oportunidade

Avatar

Por Eduardo Glitz

13 de julho de 2016 às 10:37 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Discutir se os alimentos saudáveis são uma tendência ou não já não é o mais ponto. Já são uma realidade nos principiais países do mundo e a entrada de novos produtos bem como o crescimento impressionantes de lojas especializadas, como o Mundo Verde, demonstram que o Brasil já está dando os primeiros passos neste caminho.

Logo no inicio na nossa volta ao mundo, na Nova Zelândia, já presenciamos uma ampla gama de produtos orgânicos. Na Austrália em muitos postos de gasolina, ao lado do McDonald’s, existiam lojas de “fast-food’ de produtos orgânicos. E subindo em direção ao sudeste asiático, em especial Tailândia e Laos, a presença dos snacks saudáveis é impressionante. Nos supermercados eles dividem as prateleiras com os tradicionais produtos da Pepsico/Elma Chips, mas já com um espaço relevante e algumas vezes maior.

A marca que mais chamou atenção na Tailândia foi a Greenday, que já exporta para 25 países os seus produtos, que contemplam uma ampla linha de frutas desidratadas  como morango, uva, abacaxi, banana e até algumas verduras como cenoura e brócolis. Todos desidratados, crocantes e muito mais saudáveis que os salgadinhos de milho ou as batatas chips.

O processo de fabricação pode ser através da desidratação a vácuo ou a fritura a vácuo, dependendo da fruta, segundo o fabricante, estes processos garantem a manutenção dos sabores, nutrientes e cores originais das frutas, mantendo crocante e com alta dose de fibras. Chairat, é o vice presidente da Greenday, e segundo ele o crescimento na procura por snacks saudáveis na Tailândia cresce de forma impressionante e o principal trabalho deles hoje é conscientizar e educar as pessoas sobre os benefícios de uma alimentação mais saudável.

Os players do mercado já são muitos, a Glendee, por exemplo, é uma marca especializada em snacks de coco desidratados, oferecendo as opções de sabor mel ou chocolate. As marcas de bananas desidratadas também são diversas, e inclusive são servidas no café da manhã em alguns hotéis. Já no Laos, um pequeno país ao norte da Tailândia, a realidade não é diferente, a marca Dao Fruits é líder no segmento e também esta presente nos principais pontos de venda.

No Brasil, apesar de algumas marcas menores já estarem se aventurando neste mercado, ainda não se encontra em supermercados, onde a hegemonia ainda é da Elma Chips. Sem dúvida este cenário vai mudar muito nos próximos anos, e aqueles que saírem na frente, empreendendo neste setor, podem se beneficiar desta grande tendência.

IMG_6715 IMG_6714

Este conteúdo faz parte do projeto StartSe no Mundo, uma viagem empreendedora por mais de 40 países. Conheça o site do projeto clicando aqui e inscreva-se para receber conteúdos exclusivos ao longo da jornada, que podem inspirá-lo e adjudá-lo a empreender.