StartSe na Indonésia: Já imaginou viajar pelo mundo e ainda construir a sua startup?

Avatar

Por Eduardo Glitz

26 de Maio de 2016 às 19:25 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Segundo o dicionário a expressão “Nômade” significa: Quem vagueia, não tem domicílio fixo e cuja atividade é desconhecida; Ou tribos e raças humanas que não têm pouso fixo e vagueiam errantes. Mas o mundo mudou e talvez virar um nômade, agora de forma digital, pode ser o sonho de muitos jovens empreendedores. E talvez alguns nem sabem que isto é possível e mais fácil do que muitos imaginam. O nômade digital é aquele que viaja o mundo, morando nos mais diversos países, trabalhando na maioria das vezes em coworkings, trocando experiências e aperfeiçoando a seu negócio graças ao convívio com as mais diversas pessoas no mundo.

Em Ubud, a principal cidade de Bali, trabalhando dentro do Hubud, o maior co-working da região, assunto de matéria anterior, conhecemos o Diego Borgo, ele pretende morar quatro meses na cidade enquanto constrói a sua startup do setor de entretenimento em parceria com sua namorada. Ele largou um belo emprego que tinha na Alemanha, pais onde morou por dois anos,  para aventurar-se como empreendedor.Veja a integra da conversa com o Diego:

1) Como você definiria um nômade digital?

Nômade digital foi o termo criado para classificar qualquer pessoa que tenha um negócio que possa ser gerenciado online, sendo do café na esquina da sua casa ou até mesmo navegando os mares da Tailândia em um barco transformado em co-working space.

2) Quais os benefícios de empreender enquanto está viajando?

Você gera um “turbo” de criatividade e inspiração, somado a um networking, além das prospeções de novos clientes e parceiros que você encontra no caminho.

3) Conte um pouco mais sobre sua trajetoria empreendedora? O que lhe motivou a empreender e como voce começou?

Ter nascido em uma familia onde meu pai trabalhava 15 horas por dia para nos sustentar e crescer vendo as dificuldades e limitações da carteira assinada. Empreender nunca foi algo que aprendi ou que imaginei fazer, para mim sempre foi a minha única opção.

Comecei a trabalhar como professor de computação freelancer quando tinha 14 anos e o dinheiro que ganhava servia para comprar produtos importados que vendia nos intervalos das aulas na escola onde estudei, posteriormente a ideia se tornou um website com o qual juntei dinheiro para ajudar a financiar meu intercâmbio.

Sai do Brasil aos 24 com a missão de aprender ingles e encontrar diferentes formas de empreender de qualquer lugar do mundo, aos 25 me mudei para Alemanha onde moro a dois anos e meio.

Os últimos dois anos foram 100% focados em auto conhecimento e levantamento de capital para investir no meu atual projeto.

No meu ponto de vista, auto conhecimento é a ferramenta mais importante para que você possa empreender, é entender que antes de investir tempo em dinheiro em alguma coisa, você deve dar 5 passos para trás e analisar qual seria a cama mais macia e confortável que você gostaria de dormir todos os dias, e assim começar a construi-lá.

Para mim, empreendedorismo não é um trabalho das ‪9:00 às ‪18:00, empreendedorismo é ‪24/7/365, e desde que você faz o que ama, mais do que sua fonte de renda, empreender se torna seu maior hobby.

4) Porque escolher Bali para ficar 4 meses?

Na realidade o plano nunca foi ficar em Bali por tanto tempo, inicialmente a idéia era explorar 4 países nos 6 meses que iremos ficar na Ásia, porem, Bali ou mais especificamente Ubud, é um dos lugares mais incríveis que já visitei. Apesar de ser um destino muito turístico, e com isto, a primeira vista, não parecer autêntico, Ubud tem uma cultura extremamente forte que sobressai e sobrevive a todo esse movimento.

Acima de tudo, Bali tem uma das cenas mais quentes de empreendedorismo/nômades digitais no mundo, são mais de 10 co-working spaces espalhados pela ilha, sendo 5 só em Ubud.

5) Qual o diferencial deste co-working onde voce esta trabalhando, o Hubud?

Dentro de tantas opções, Hubud foi a que mais chamou atenção por ser o co-working mais estabilizado e com a maior comunidade na ilha, quando se está viajando o mundo e construindo a sua empresa ao mesmo tempo, a coisa mais importante que precisa não é apenas internet rápida e confiável, mas sim uma comunidade internacional para te mostrar diferentes pontos de vista e potencializar suas ideias à nível global, Hubud proporciona inúmeros workshops, masterminds e palestras.

6) O que você diria para um empreendedor que quer virar um nômade digital?

A palavra principal é cuidado, existem muitos cliches e muitos vendedores de sonhos ao redor do termo ‘’Nômade Digital’’, a frase mais comum que vejo é ‘’Saia do seu emprego e vá viajar o mundo’’, precisamos tomar cuidado com isto, a grande exposição do tema causou uma revolução na forma em que o trabalho é visto, porem, também criou a ilusão de que este tipo de empreendedorismo é fácil e com resultados imediatos.

Eu posso falar apenas da minha experiência. Nós começamos entendendo qual projeto gostaríamos de iniciar e quanto capital precisaríamos para executá-lo, depois de guardar dinheiro por 2 anos e ao mesmo tempo (ainda empregados) construir uma fonte de renda online, nós decidimos investir em nosso projeto e começar a empreender enquanto viajamos. É muito importante estar financeiramente saudável antes de começar este tipo de projeto, só assim pode focar nos passos a longo prazo e não apenas em transformar a sua ideia em dinheiro.

Este tipo de empreendedorismo demanda muita clareza, muito planejamento e muito foco, meu papel não é desiludir os que estão buscando o estilo de vida, pelo contrario, meu papel é criar consciência para que você possa criar algo sustável e que te de estabilidade para desenvolver à sua empresa com ainda mais potencial e sucesso do que teria se estivesse sentado em casa.

IMG_2337
Este conteúdo faz parte do projeto StartSe no Mundo, uma viagem empreendedora por mais de 40 países. Conheça o site do projeto clicando aqui e inscreva-se para receber conteúdos exclusivos ao longo da jornada, que podem inspirá-lo e adjudá-lo a empreender.