StartSe na Índia: de uma pequena loja de sucos a um negócio milionário

Avatar

Por Eduardo Glitz

10 de agosto de 2016 às 20:27 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Eu estava em uma estrada na Índia e paramos para fazer um lanche em um destes postos de gasolina, similares aos do Brasil, que possuem diversas opções de alimentação. Uma delas me chamou a atenção tinha o nome de  Boost, oferecia sucos naturais e Smothies, feitos na hora, em diversos sabores. De cara já me  surpreenderam as muitas opções para personalizar a bebida, e o mais interessante foi na hora do preparo. Com diversos liquidificadores no balcão, no balcão da frente, aquele onde o cliente fica, não lá trás, eles preparam a bebida aos olhos do cliente.

Talvez muitos concluam que a Boost nada mais é do que uma casa de sucos, como muitas que vemos no Brasil. Pode ser que sim. A grande diferença é que é uma empresa australiana que já possui mais de 380 lojas no mundo como esta que eu vi na Índia. Eles souberam empacotar o modelo de franquia de sucos como ninguém. Um negócio aparentemente simples, nenhuma ideia fantástica, mas com uma execução impecável. E isto faz toda a diferença.

A primeira loja foi criada em Adelaide, uma pequena cidade na Austrália, e segundo sua fundadora, Janine Allis, isto foi muito importante para testar o mercado, “Eu voei para Adelaide para abrir a primeira loja. Fiz de tudo, esfreguei o chão e realmente aprendi o negócio”. Ela diz que nunca teve a intenção de abrir uma única loja. Apesar de sua visão para a abertura de mais de uma loja, Janine nunca realmente sabia o quão grande a marca se tornaria. Jogou-se de cabeça no negócio e nunca aceitou um não como resposta. A palavra “tentar” nunca entrou em seu vocabulário. A sua empresa tem uma regra de liberdade as pessoas, que se reflete em todas as lojas, “Se alguém chega e diz eu vou tentar fazer”, dizemos “não tente, apenas faça'”, diz Janine. “Se você entrar com uma atitude positiva que você pode fazer qualquer coisa, você fará”.

O crescimento da marca dependia da colocação destes valores em prática. No entanto, a coisa mais difícil de fazer era não tanto criar a filosofia Boost, mas colocar as pessoas certas no lugar certo. “Uma vez que você colocar as pessoas certas no lugar, tudo é fácil”, admite Janine. “Se eles não têm o ajuste cultural certo, esqueça.”

Todos os franqueados Boost são referidos como parceiros. “Eles são uma parte importante da família”, diz Janine. “O seu sucesso é o nosso sucesso e vice-versa.” Ela não acredita em deixar parceiros cuidar de si mesmos. Além disto a transparecia é fundamental, informando sobre os resultados da empresa mês a mês. Eles veem os nossos números , vemos deles e vamos discutir como melhorar a ultima linha dos dois”

A Boost poderia continuar por muitos anos sendo apenas uma loja em Adelaide, mas sua capacidade de execução mudou tudo e transformou uma simples loja de sucos em uma enorme rede de produtos saudáveis. Provando que muito mais importante do que ter uma ideia revolucionária, é executar com precisão, envolver as pessoas através de valores claros e sempre sonhar com algo maior.

IMG_8566 IMG_8565 IMG_8561

Este conteúdo faz parte do projeto StartSe no Mundo, uma viagem empreendedora por mais de 40 países. Conheça o site do projeto clicando aqui e inscreva-se para receber conteúdos exclusivos ao longo da jornada, que podem inspirá-lo e ajudá-lo a empreender.