Só uma das 5 empresas mais valiosas do mundo não é de tecnologia

Da Redação

Por Da Redação

25 de novembro de 2016 às 18:27 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Você tem dúvidas que a tecnologia está mudando o mundo? Não tenha mais. Basta ver a tabela das empresas mais valiosas do planeta para ver que o setor é a bola da vez e está atraindo dinheiro de investidores.

Apenas a ExxonMobil não é de tecnologia entre as 5 empresas mais valiosas do mundo. E ela corre o risco de ser ultrapassada pelo Facebook, que vale quase o mesmo tanto que ela atualmente.

A Apple lidera o ranking com valor de mercado de US$ 570 bilhões, seguido pela Alphabet, com US$ 530 bilhões. A terceira colocada é a Microsoft, que vale US$ 445 bilhões, enquanto a quarta colocada é a Amazon – com valor de mercado de US$ 370 bilhões. A ExxonMobil vale US$ 360 bilhões e pode ser ultrapassada em breve pelo Facebook, que vale US$ 320 bilhões.

Essa mudança mostra a migração do dinheiro para o setor. Em 2006, apenas uma empresa de tecnologia estava entre as 6 mais valiosas, a Microsoft. Apenas 10 anos atrás, a mais valiosa era a ExxonMobil, com valor de mercado de US$ 362 bilhões (um pouco mais do que hoje), enquanto a GE valia US$ 348 bilhões, mais do que os US$ 280 bilhões de atualmente.

Em terceiro lugar vinha a Microsoft, com valor de mercado na época de US$ 280 bilhões. Citi valia US$ 230 bilhões, enquanto a petrolífera BP terminou o ano valendo US$ 225 bilhões. Outra empresa de petróleo completava o top 6, a Shell, com valor de US$ 203 bilhões.

Mensagem do StartSe

É vendo essa mudança nas finanças que o StartSe pensou no curso Invest Class, para ajudar potenciais investidores de startups a entenderem esta classe de ativo e, potencialmente, ganhar dinheiro com isso. Para conhecer, clique aqui.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]