Para compartilhar com os amigos: está chegando o carro voador

Da Redação

Por Da Redação

5 de dezembro de 2016 às 14:12 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Essa é a notícia que todos os futuristas estavam esperando: o carro voador está chegando nos próximos anos! A startup alemã Lilium Aviation recebeu um investimento de 10 milhões de euro do fundo europeu Atomico para conseguir melhorar ainda mais os seus protótipos de carro voador.

A Lilium pretende construir carros voadores para o dia-a-dia, algo que é sonho da humanidade desde que o desenho dos Jetsons começou a passar na TV na década de 50. E o melhor de tudo: a empresa promete que um voo em um carro desses vai ser tão barato quanto uma corrida de Uber.

A Lilium descreve sua tecnologia como “segura e limpa”, o que são duas coisas importantes quando se fala sobre voar (aviões são, historicamente, grandes poluidores e NINGUÉM quer uma máquina de acidentes). Voar, atualmente, é seguro, principalmente se os voos são feitos em condições ideias e seguindo normas – o que não foi o caso, por exemplo, da tragédia com o time da Chapecoense.

A Lilium foi fundada em 2015 por quatro engenheiros e doutores da Universidade Técnica de Munique e já recebeu apoio da Agência Espacial Europeia, além de outros investimentos. Outras companhias trabalham para criar carros voadores, como a eHang. Contudo, A promessa é que a Lilium seja a mais eficiente em ponto de combustíveis, tornando ela financeiramente viável.

A expectativa é que o carro voador tenha um alcance de 300 quilômetros e alcance 300 quilômetros por hora em velocidade máxima. Os quatro fundadores possuem qualidades diferentes, entre aerodinâmica, produção e materiais.

Eles esperam começar os testes já ano que vem, embora não tenham uma previsão de quando eles estarão prontos para ir para mercado. Há muitos requerimentos técnicos a serem alcançados para ter o carro voador aprovado pelas agências reguladoras.

Com o dinheiro da Atomico, a Lilium deverá expandir sua equipe para 35 pessoas, entre especialistas em voo e engenheiros. Sem dúvida, essa é uma das tecnologias inovadoras que mudarão o mundo nos próximos anos – para ver outras, te recomendo assistir o Conexão Vale do Silício, nosso programa sobre inovação.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]