Isso era impensável: Microsoft se junta à Linux Foundation

Avatar

Por Lucas Bicudo

16 de novembro de 2016 às 13:41 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Microsoft anunciou hoje que está se juntando à Linux Foundation como um membro Platinum.

“Isto pode vir como uma surpresa para você, mas eles não eram grandes fãs”, disse o diretor executivo da Linux, Jim Zemlin, sobre o histórico de sua fundação com a Microsoft.

A nova Microsoft, sob o comando do CEO Satya Nadella, está, entretanto, indo em uma direção contrária ao que vinha tratando a concorrente. Hoje é uma das maiores contribuintes para sistemas de código aberto ao redor do mundo. Claro que estamos falando apenas sobre os últimos anos, mas a empresa já fez grandes esforços para distribuir o Ubuntu para o Windows 10, trouxe o SQL Server para o Linux, abriu os códigos centrais de sua plataforma .NET e fez parcerias com a Red Hat, SUSE e outras companhias do tipo.

Como Zemlin apontou, a Microsoft também contribuiu para projetos do Linux como Node.js, OpenDaylight, Open Container Initiative, R Consortium e Open API Initiative.

Outros membros Platinum do Linux, que pagam US$ 500 mil pelo privilégio, incluem a Cisco, Fujitsu, HPE, Hauwei, IBM, Intel, NEC, Oracle, Qualcomm e Samsung. Google, Facebook e mais de uma dúzia de outros usuários de fonte aberta são patrocinadores Gold.

Josh gossman, um arquiteto do time do Azure, irá integrar a mesa de diretores da Linux Foundation.

(via TechCrunch)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

 

[php snippet=5]