Carros movidos à gasolina serão proibidos até 2030 na Alemanha

Da Redação

Por Da Redação

13 de outubro de 2016 às 16:58 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Todo dia um sete a um diferente. E este é o gol mais bonito deles. Enquanto o governo brasileiro passou os últimos anos se preocupando em manter baixo o preço da gasolina e fazer com que a Petrobras tire todo aquele veneno do fundo do mar, os alemães estão votando para banir os motores à combustão em território germânico até 2030.

Ter carro à gasolina, álcool, diesel ou qualquer coisa que queime e polua fortemente o meio ambiente vai ser terminantemente proibido por lá. Reducionismo é sempre perigoso, mas vamos lá: a gasolina é um combustível fóssil, derivado de petróleo que te mata lentamente e polui as grandes cidades.

Já o carro elétrico afeta menos mesmo que a energia que o abasteça venha de combustíveis fosseis: afinal, a usina fica no “meio do nada” e não no meio da cidade. A qualidade do ar agradece e esse efeito deverá ser sentido. Isso sem contar as diversas formas limpas de gerar energia para abastecer os carros que podem ser implantadas: solar, eólica, maremotriz, para dizer algumas…

Com essa mudança, respirar nas cidades alemãs vai se tornar mais fácil e menos pessoas vão desenvolver doenças respiratórias. A saúde dos alemãezinhos vai melhorar e eles vão ter mais fôlego, qualidade de vida. Uma cidade mais limpa e mais saudável também permitirá ganhos substanciais de produtividade (lembrando que um trabalhador alemão já produz muito mais que um brasileiro!).

Parece que estamos vivendo o começa da queda de uma das indústrias mais poderosas da história da humanidade: a petrolífera. Acho que até os sauditas já perceberam isso: abriram o capital da Aramco e aumentaram a produção de petróleo, baixando os preços e dinamitando a OPEP no meio do caminho. É hora de tirar o petróleo mais rápido possível da terra e se preparar para um mundo de energia limpa.

Seria bom se o governo brasileiro estimulasse o desenvolvimento de tecnologias mais limpas para carros. Nosso último avanço neste terreno talvez tenha sido o pró-álcool, na década de 70. Faz muito tempo. Com energia muito limpa na forma de hidrelétricas e o maior potencial solar de todos os países que compõem o planeta Terra, poderíamos nadar de braçada neste terreno! Imagine São Paulo sem poluição.

Embora isso tenha sido decidido em uma espécie de “senado” alemão e não seja vinculante (ou seja, ainda não é certo que a proibição entrará em vigor), já é um passo enorme. Principalmente ao perceber que apostar que o diesel não é a tecnologia que deixará o planeta mais limpo (lembrando do escândalo da Volkswagen, que falsificava os resultados dos testes para parecer que os carros eram mais ecológicos que são na verdade).

Para um salto para o futuro assim, é importante notar que as grandes montadoras estão cada vez mais interessadas em produzir carros elétricos. Ajuda que a Alemanha não tem uma indústria do petróleo fortíssima para jogar contra (alguém aí conhece uma petrolífera alemã?).

Mas mesmo assim, interessante notar que esta não é apenas uma daquelas proibições malucas que os políticos inventam e que só fazem mal para a população e setor privado. É algo que realmente é interessante e que trará benefícios incontáveis para a população alemã. Gente como Thomas Müller, Toni Kroos, Miroslav Klose e André Schurle. Até o Sami Khedira vai ser beneficiado com isso.

O futuro eu creio que vai ser brilhante. Fazendas solares vão se espalhar pela terra e gerar uma nova era de energia mais limpa e barata. O processo de dessalinização vai ficar barato e permitir que áreas gigantes se tornem cultiváveis. O aquecimento global vai ser revertido. Assunto que dá discussões gigantescas e que, certamente, vão ser tema do Conexão Vale do Silício.

É Galvão… neste assunto já virou passeio.

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!