Disney fez uma das maiores descobertas (e isso vai mudar muita coisa)

Da Redação

Por Da Redação

22 de fevereiro de 2017 às 11:42 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Como é de costume, desculpe pelo título sensacionalista. Mas realmente, a Disney acaba de se superar: eles acabaram de inventar um jeito de prover energia para todos os aparelhos eletrônicos através de wireless em um ambiente fechado. Sim, a Disney realizou uma das maiores descobertas cientificas dos últimos anos. Das últimas décadas. Aliás, desde a época em que se discutia corrente alternada ou corrente continua.

Parece magia, mas não é. É tecnologia. O escritório da Disney Research conseguiu um método wireless de transmissão de energia, com um poste de cobre no meio do ambiente em que estiver. Ele provê energia para todos os aparelhos que ali estiverem: celulares, televisões, pontos de internet das coisas. Tudo.

Isso abre caminho para uma era sem a necessidade de ficar carregando seus aparelhos e bateria ilimitada para ambientes. Junto com novas fontes renováveis e mais baratas (como solar), isso deverá garantir que todo ser humano tenha acesso à energia o tempo e não mais enfrente interrupção de serviço por conta do fim de bateria.

Isso é especialmente importante para situações como as vividas pela Disney, que gerencia parques de diversões e vê nas fotos tiradas nestes lugares a sua melhor forma de mídia espontânea. Resolve um dos problemas mais sérios dos smartphones, que é a falta de bateria. Corporações precisam continuar inovando para continuarem relevantes e terem reais ganhos de produtividade. Abordamos isto no Corporate Class, um evento exclusivo para falar de inovação em grandes empresas. Conheça-o aqui.

O único problema é que o quarto precisa ser especialmente construído para prover a energia wireless: ter paredes de alumínio e o poste de cobre no meio do ambiente. Ele provê cerca de 1.900 watts de potência com uma eficiência de 40% a 95%, a depender da posição da pessoa. Vários postes (disfarçados) resolveriam esse problema da distância.

Um outro problema é que esses 1.900 watts de potência são perigosos para o corpo humano se não tiver aparelhos absorvendo essa energia. Isso deverá se tornar um sistema viável de energia tão comum quanto wi-fi quando tudo estiver funcionando e não mais fizer mal ao corpo humano (basta um algoritmo capaz de dosar a energia), o que deve ajudar a eliminar todo o emaranhado de fios que existe na sua casa ou no seu trabalho.

Obrigado Disney.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]