Careem levanta US$ 350 milhões e é a nova unicórnio do pedaço

O dinheiro será direcionado para expansão de mercado, em um primeiro momento, e outra parcela vai para P&D

Avatar

Por Lucas Bicudo

19 de dezembro de 2016 às 14:15 - Atualizado há 3 anos

2016 está quase no fim, mas nunca é tarde demais para anunciar a nova unicórnio do pedaço. A Careem, uma das rivais da Uber em mercados emergentes, anunciou uma nova rodada de investimentos no valor de US$ 350 milhões, liderada pelo e-commerce japonês Rakuten e a Saudi Telecom Company (STC).

A quantia dá a Careem um valuation de US$ 1 bilhão, de acordo com o STC, que adquiriu 10% da companhia por US$ 100 milhões. A unicórnio está presente em 47 cidades, de 11 países predominantemente do Oriente Médio, mas também já opera na Turquia, Paquistão e no Norte da África.

Nessa região, a empresa de carros particulares diz ter 150 mil motoristas e uma base de 6 milhões de usuários. Anteriormente, ela levantou uma rodada de US$ 72 milhões, segundo o Crunchbase, o que confere à essa nova de Série D um importantíssimo passo financeiro para seu desenvolvimento.

O dinheiro será direcionado para expansão de mercado, em um primeiro momento. Há planos para chegar em 15 novas cidades no Paquistão, Arábia Saudita e Egito só agora em dezembro. A expectativa é que gere um milhão de empregos ao expandir sua frota. Outro plano é colocar um pouco do fundo em P&D.

“É inspirador trabalhar com parceiros estratégicos de classe mundial como a Rakuten e STC”, disse Mudassir Sheikha, co-fundador e CEO da Careem. “Eles não só trazem apoio institucional significativo para nossos novos horizontes, mas também liderança tecnológica e profunda experiência local, nos aproximando da missão de melhorar a vida de todos na região”, completa.

E isso não é tudo – há mais dinheiro vindo. A Careem diz que esses US$ 350 milhões são apenas uma parcela de uma rodada em progresso no valor de US$ 500 milhões. Não foi divulgado exatamente quando o resto da quantia será aportado.

Além da Rakuten, que também é uma investidora da Lyft e Cabify, e o STC, que é a maior operadora de telecom do Oriente Médio, também estão na jogada o Abraaj Group, Al Tayyar Group, Beco Capital, El Sewedy Investments, Endure Capital, Lumia Capital, SQM Frontier e Wamda Capital.

(via TechCrunch)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]