Atlassian anuncia aquisição da Trello por US$ 425 milhões

Avatar

Por Lucas Bicudo

9 de janeiro de 2017 às 18:22 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Atlassian anunciou hoje que adquiriu o serviço de gerenciamento de projetos Trello por US$ 425 milhões. Grande parte da transação será feita em dinheiro (US$ 360 milhões) e o restante pago em ações.

Essa assinala a 18ª e maior aquisição da companhia. A Atlassian, como em outras negociações, planeja manter os serviços e marca da Trello funcionando e os atuais usuários não devem presenciar nenhuma mudança imediata.

A companhia está adquirindo um dos serviços de gerenciamento de projetos com maior crescimento dos últimos tempos. A Trello possui cerca de 19 milhões de usuários e pouco menos de 100 funcionários, todos os quais serão incorporados.

É fácil ver como a aquisição se encaixará no conjunto geral de ferramentas de produtividade da Atlassian, que anda mirando também os não-desenvolvedores. Em seu core, a empresa possui o JIRA, projeto com as mesmas características da Kanban Board da Trello, por exemplo. Essa é apenas uma pequena parte do que o JIRA faz e para muitos usuários uma plataforma é realmente tudo o que eles precisam para manter o controle de seus projetos.

Com seu marketplace, a Atlassian também construiu uma loja para desenvolvedores de plugins e provavelmente veremos muitos dos chamados “power-ups” da Trello migrando para lá ao longo do tempo.

Também vale a pena notar que ambas as empresas tomaram abordagens de marketing semelhantes. Elas se concentram mais em recomendações boca-a-boca e um modelo de freemium do que as vendas tradicionais.

Ao TechCrunch, o presidente da Atlassian Jay Simons comentou que acredita que a cultura de ambas as companhias é similar e elas compartilham a mesma “meta audaciosa de atingir 100 milhões de usuários ativos mensalmente”.

Para chegar lá, a empresa tem que ir além de seu mercado tradicional de equipes de desenvolvedores e se ramificar em outras verticais. Não é surpresa então que o comunicado de imprensa da empresa cite especificamente a popularidade da Trello com equipes de negócios em finanças, RH, jurídico, marketing e vendas e observa que 50% de seus usuários trabalham em funções não técnicas.

Olhando para o futuro, Simons disse que sua companhia está empenhada em desenvolver a nova aquisição, colocando mais recursos no produto e ajudando na escala da equipe

(via TechCrunch)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]