Apple aumentará preços de aplicativos em 25% no Reino Unido e a culpa é Brexit

Avatar

Por Fin News

18 de janeiro de 2017 às 11:16 - Atualizado há 4 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Apple aumentará nos próximos sete dias os preços em seus aplicativos no Reino Unido em mais de 25% como resultado da forte queda na libra após o Brexit. Isso significa, na prática, que um aplicativo atualmente precificado em £ 0,79 passará a custar £ 0,99.

Adicionalmente, esses aumentos também devem ser estendidos para a iTunes Store. Essa não é a primeira vez que a empresa aumenta seus preços no Reino Unido para se ajustar a taxas de câmbio. Em outubro do ano passado, a alta no valor de notebooks foi maior no país do que nos EUA por conta do mesmo motivo.

Por exemplo, o preço do MacBook Pro de 15 polegadas subiu £ 750 na nação europeia, enquanto a alta ficou em US$ 400 (£ 330) nos EUA. Esse aumento vem na sequência da notícia de que a empresa teve seu dia mais movimentado da história na App Store no primeiro dia desse ano, gerando US$ 240 milhões em vendas.

Apesar de ainda estarem muito abaixo em relação às receitas com hardwares, os números da companhia com a App Store vêm crescendo cada vez mais e se tornando mais relevantes. Pela metade desse ano, a expectativa é que o iOS terá gerado mais de US$ 1 trilhão.

(Via Arena News)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]