3.000 Ubers resolvem problema melhor que 14.000 táxis, mostra estudo do MIT

Com o Uber Pool (e soluções parecidas de aplicativos como a Lyft) haveria menos carros na rua, o trânsito melhoraria, a poluição seria menor e os custos diminuiriam

Avatar

Por Da Redação

3 de janeiro de 2017 às 11:50 - Atualizado há 3 anos

O trânsito de Nova York é tido como um dos mais caóticos do mundo. Contudo, um estudo do MIT mostra que ele pode ser resolvido com apenas 3.000 carros da Uber trabalhando em compartilhamento de corridas. Isso substituindo os mais de 14.000 táxis que existem na cidade e não resolvem o problema.

Com o Uber Pool (e soluções parecidas de aplicativos como a Lyft) haveria menos carros na rua, o trânsito melhoraria, a poluição seria menor e os custos do transporte diminuiriam. O mais interessante é que as pessoas chegariam mais cedo nos seus destinos que se cada um tivesse em um carro individual, graças ao menor trânsito que existiria na cidade.

Esses serviços podem ter um grande impacto na cidade, principalmente depois que carros autônomos estiverem disponíveis. O estudo do CSAIL, o laboratório de ciência da computação e inteligência artificial do MIT, mostra que 98% do transporte seria bem realizado através desses 3.000 carros, com capacidade para 4 pessoas de uma vez só.

Além disso, o tempo médio de espera seria de apenas 3 minutos por corrida. Os 3.000 carros também resolveriam 94% da demanda se tivessem capacidade para apenas dois passageiros por vez e só 2.000 carros seriam necessários se houvesse uma capacidade de 10 passageiros em cada uma, como micro-ônibus.

É uma revolução sem precedentes nas grandes cidades, com uma melhora significativa do trânsito e melhoria das condições de vida. É algo que discutimos com frequência no Conexão Vale do Silício, nosso programa quinzenal sobre tecnologia e inovação aqui no StartSe.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]