Você sabe contar histórias? Leia a coluna de Alison Paese, criador do Foras de Série

Ter uma boa história é o primeiro passo para empreender.

Avatar

Por Alison Paese

18 de junho de 2015 às 03:54 - Atualizado há 5 anos

O hábito de empreender se inicia muito antes de existir uma ideia, produto ou startup.
Ele começa quando você tem uma boa história para contar.
Na minha opinião, se existe alguma habilidade obrigatória para empreender, ela é ser um verdadeiro contador de histórias.

Vou explicar o porquê:

Propósito
Se você quer empreender, precisa ter um propósito.
Este, vem de alguma indignação, ideia ou motivação. Ou seja, de experiências.
E a forma de você falar dessas experiências para as outras pessoas é: contando histórias.

Inscreva-se agora no curso Startup de A a Z: construindo negócios campeões. Garanta o seu lugar, porque as vagas são limitadas. CLIQUE AQUI.

Validação
Você tem que contar as suas histórias para todo mundo que encontrar. Todo mundo mesmo!
Pois é a partir da reação das pessoas que você vai saber se está no caminho.
São elas que devem concluir se a sua ideia é legal e faz sentido.
Elas serão seu combustível ou seu freio. Claro que algumas mais, outras menos, mas todas tem seu valor.
Portanto, a forma de você validar seu projeto é: contando histórias.

Equipe
Se você estiver no caminho, precisa montar o time que vai lhe ajudar a colocar de pé o projeto.
Mas, provavelmente, você não tem dinheiro e quer pessoas altamente qualificadas.
Como atrair essas pessoas?? Contando histórias.

Investimento 
Para acelerar o crescimento, chegou a hora da entrada de capital, financeiro e estratégico.
Como chamar a atenção de investidores e parceiros?? Com números, projeções, estatísticas??
Até pode ser, mas aí poupe seu tempo e envie uma apresentação por e-mail.
Para trazer as pessoas certas você precisar ser um legítimo Forrest Gump e e rodar os lugares contando histórias.

Mercado
Chegou a hora de ir pro mercado e falar com os futuros clientes dos seus produtos.
E agora? Criar um protótipo? Um manual? Um e-mail marketing? Não!!!!
Volte a contar as velhas histórias, mas é claro que agora elas estão mais recheadas.
Mas de novo, conte as histórias!

Legado
Você pode ter dado muito certo, ficado rico e estar no auge.
E se pergunta: qual o meu papel agora?
Seu papel é inspirar outros a fazerem o mesmo, a terem a mesma coragem.
E a forma de fazer isso? Contando histórias.

Enfim, eu não só acredito, como aplico isso diariamente.
É claro que alguns casos podem não seguir exatamente essa linha, mas a grande maioria segue. Com certeza!
Comece pensando: eu falei das coisas que acredito para alguém hoje?
Foi assim que eu comecei.
Valeu turma!